Revolta dos colonos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 28 (6925 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1

Autor: Edvino Knäsel Vorpagel NRE: Maringá Escola: Colégio Estadual Duque de Caxias Disciplina: História Disciplina de relação interdisciplinar 1: Geografia Disciplina de relação interdisciplinar 2: Sociologia Conteúdo estruturante: Relações de trabalho Conteúdo específico: A revolta dos posseiros no Sudoeste do Paraná em 1957

Logomarca vencedora do concurso realizado pelo Departamento deCultura da Prefeitura de Francisco Beltrão em 2006. A imagem ilustra os personagens da Revolta e a cidade atual. Lançada na abertura das comemorações dos 50 anos da Revolta dos Posseiros em 2007. Criação: Marcos Chiapetti. Fonte: Caderno Cultural. Prefeitura de Francisco Beltrão.

A REVOLTA DOS POSSEIROS NO SUDOESTE DO PARANÁ EM 1957 1. Localização e colonização Em 1957, o sudoeste paranaensefoi palco de intenso conflito pela posse da terra, envolvendo posseiros, companhias colonizadoras e o poder público. O conflito teve origem na disputa jurídica pela posse da gleba MISSÕES e parte da gleba CHOPIM. O governo federal, através da CANGO, implantou na região projeto de colonização e incentivou gaúchos e catarinenses para povoá-la. A companhia colonizadora CITLA, formada por particulares,igualmente instalou-se na área na condição de herdeira das glebas, resultado de longo processo judicial envolvendo o poder público e empreendedores particulares. O conflito pela posse da terra estendeu-se pelos atuais municípios de Capanema, Dois Vizinhos, Francisco Beltrão, Pato Branco, Pranchita, Santo Antonio do Sudoeste, Verê e foi concluído com a vitória dos posseiros, que tiveram suasposses regularizadas e tituladas a partir de 1962. A região sudoeste do Paraná está localizada ao sul do rio Iguaçu, seu limite norte

2

separa a do oeste paranaense, ao sul com o Estado de Santa Catarina, e a leste o município de Clevelândia. É uma região com clima saudável, terras férteis, rica vegetação, boa hidrografia, que levou milhares de gaúchos, catarinenses e paranaenses a ali sefixarem nos anos de 1940. Além das condições geográficas favoráveis, que outros fatores teriam contribuído para a migração de gaúchos e catarinenses à região sudoeste? É importante destacar que antes de 1940 já habitavam aquela região índios e caboclos, que adotavam um sistema de produção de subsistência, ainda não atrelado ao modelo capitalista. Essa produção de subsistência, também chamada de economiacabocla, baseava-se na exploração de erva-mate, da madeira e na criação de suínos. Em geral, parte da historiografia não vislumbra e, em alguns casos, até omite essa ocupação mais remota da região sudoeste, como se ela tivesse constituído um imenso vazio demográfico até a ocupação do ser humano branco, civilizado, empreendedor. É comum ainda verificar-se tal tipo de abordagem, até mesmo paraoutras regiões, como o norte e o oeste paranaense. (MOTA, 1999, p. 21 e 22) De todo modo, o fato é que a região sudoeste do Paraná passou a ser ocupada “oficialmente” a partir do ano de 1943, com a criação da CANGO (Colônia Agrícola Nacional General Osório), na vila de Marrecas, atual cidade de Francisco Beltrão. Este projeto de colonização federal instituído pelo presidente da República GetúlioVargas fez parte da política da “marcha para o oeste”, com o propósito de fixar naquela região agricultores do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina, com uma economia baseada na agricultura familiar de pequena propriedade. A maior parte destes gaúchos e catarinenses era oriunda de colônias agrícolas formadas por descendentes de alemães e italianos. (ROCHE, 1969, p. 358 e 359). No sobrenome de váriasfamílias verifica-se esta origem, como será demonstrado mais adiante ao serem citados os principais líderes da revolta. Aliás, como está estruturada a propriedade fundiária hoje no sudoeste do Paraná? E a produção econômica, ainda está fortemente concentrada na agricultura? Além da colonização oficial dirigida pela CANGO, outros agricultores se estabeleceram de forma espontânea na região. Uma...
tracking img