Revolta da vacina

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas: 6 (1334 palavras)
  • Download(s): 0
  • Publicado: 15 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
DISCIPLINA: HISTORIA
SÉRIE: 2ª Ano do Ensino Medio


REVOLTA DA VACINA



Criciúma, 10 de Abril de 2012




INTRODUÇÃO

Este trabalho mostrará a historia de um grande acontecimento da historia Brasileira a Revolta da Vacina que durou Seis dias.
Daremos uma pequena introdução sobre a revolta, daremos informações sobre a duração e os evolvidos com este acontecimento.
Mostraremosos antecedentes que antecederam a Revolta da Vacina, e mostraremos também a situação do Rio de janeiro naquela época.
Falaremos um pouco sobre a historia de um dos grandes protagonistas desta revolta, Oswaldo Cruz.
Contaremos como ocorreu à revolta e falaremos sobre os resultados da mesma.
Segue então o trabalho solicitado ao 2º ano do Ensino médio .


REVOLTA DA VACINA

A chamada Revoltada Vacina ocorreu de 10 a 16 de novembro de 1904 na cidade do Rio de Janeiro, no Brasil.
O início do período republicano no Brasil foi marcado por vários conflitos e revoltas populares. O motivo que desencadeou esta foi à campanha de vacinação obrigatória, imposta pelo governo federal, contra a varíola.
ANTECEDENTES

No inicio do século XX, a cidade do Rio de Janeiro, como capital da República,apesar de possuir belos palacetes e casarões, tinha graves problemas urbanos: rede insuficiente de água e esgoto, coleta de resíduos precária e cortiços super povoados. Nesse ambiente proliferavam muitas doenças, como a tuberculose, o sarampo, o tifo e a hanseníase. Alastravam-se, sobretudo, grandes epidemias de febre amarela, varíola e peste bubônica.
Decidido a sanear e modernizar a cidade, oentão presidente da República Rodrigues Alves (1902-1906) deu plenos poderes ao prefeito Pereira Passos e ao médico Dr. Oswaldo Cruz para executarem um grande projeto sanitário. O prefeito pôs em prática uma ampla reforma urbana, que ficou conhecida como bota abaixo, em razão das demolições dos velhos prédios e cortiços, que deram lugar a grandes avenidas, edifícios e jardins. Milhares de pessoaspobres foram desalojadas à força, sendo obrigadas a morar nos morros e na periferia, em comunidades hoje conhecidas como favelas.
Oswaldo Cruz, convidado a assumir a Direção Geral da Saúde Pública, criou as Brigadas Mata Mosquitos, grupos de funcionários do Serviço Sanitário que invadiam as casas para desinfecção e extermínio dos mosquitos transmissores da febre amarela. Iniciou também a campanhade extermínio de ratos considerados os principais transmissores da peste bubônica, espalhando raticidas pela cidade.
OSWALDO CRUZ

Filho de cariocas, nasceu no interior de São Paulo. Aos cinco anos, acompanhou a família no retorno ao Rio de Janeiro. Ingressou na Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro em 1887, formando-se em 1892. Casou-se aos 20 anos, com jovem de família rica. Em 1896,estagiou durante três anos no Instituto Pasteur, em Paris, sendo discípulo de Émile Roux, seu diretor. Voltou ao Brasil em 1899 e organizou o combate ao surto de peste bubônica registrado em Santos (SP) e em outras cidades portuárias.
Demonstrou que a epidemia era incontrolável sem o emprego do soro adequado. Como a importação era demorada, propôs ao governo a instalação de um instituto parafabricá-lo.Foi então criado o Instituto Soroterápico Federal (1900), cuja direção assumiu em 1902.
Diretor-geral da Saúde Pública (1903), nomeado por José Joaquim Seabra, Ministro da Justiça, e pelo Presidente Rodrigues Alves, coordenou as campanhas de erradicação da febre amarela e da varíola, no Rio de Janeiro. A nomeação foi uma surpresa geral. Organizou os batalhões de "mata-mosquitos", encarregados deeliminar os focos dos insetos transmissores. Convenceu Rodrigues Alves a decretar a vacinação obrigatória, o que provocou a rebelião de populares e da Escola Militar (1904) contra o que consideram uma invasão de suas casas e uma vacinação forçada, o que ficou conhecido como Revolta da Vacina. A cidade era uma das mais sujas do mundo, pois dos boletins sanitários da época se lê que a Saúde...
tracking img