Reuso industrial

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3543 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
2. REFERENCIAL TEÓRICO

2.1. A IMPORTÂNCIA DO REUSO DA ÁGUA

A água é um recurso limitado e precioso. Embora cerca de 3/4 da superfície da Terra seja ocupada pela água, deste total apenas 3% são de água doce. Porém, 80% da água doce estão congeladas nas calotas polares ou geleiras, ou em lençóis subterrâneos muito profundos, ou seja, somente 20% do volume total de água doce do planetaencontram-se imediatamente disponível para o homem. A distribuição desigual da água pelas diferentes regiões do planeta faz ainda com que haja escassez do recurso em vários países.

TABELA 01: DISPONIBILIDADE DE ÁGUA POR HABITANTE – REGIÃO (1000m³)


N.B. AYIBOTELE. 1992.
THE WORLD WATER: ASSESSING THE RESOURCE

No Brasil a água doce é abundante na maioria das regiões. No entanto, o mau uso, odesperdício e a poluição dos rios e lençóis freáticos ameaçam o abastecimento e aumentam o custo da água tratada da rede pública, principalmente nos grandes centros. Neles, a situação é agravada pelo problema da impermeabilização do solo, que além de diminuir a recarga dos lençóis aqüíferos, causa enchentes em épocas de chuva intensa.
A escassez e o mau uso dos recursos hídricos fizeram com que aONU considerasse a água o principal tema do século 21 e declarasse 2003 o ano internacional da água. A proteção da água potável deve ser assegurada para garantir que ela não se torne, num futuro próximo, um produto de luxo e, por isto, a Unesco propõe que a década de 2005 a 2015 seja dedicada à busca de soluções (Para, 2004).
A captação da água da chuva é uma prática muito difundida em paísescomo a Austrália e a Alemanha, aonde novos sistemas vêm sendo desenvolvidos, permitindo a captação de água de boa qualidade de maneira simples e bastante eficiente em termos de custo-benefício. A utilização de água de chuva traz várias vantagens (Aquastock, 2005):
• Redução do consumo de água da rede pública e do custo de fornecimento da mesma;
• Evita a utilização de água potável onde esta não énecessária, como por exemplo, na descarga de vasos sanitários, irrigação de jardins, lavagem de pisos, etc;
• Os investimentos de tempo, atenção e dinheiro são mínimos para adotar a captação de água pluvial na grande maioria dos telhados, e o retorno do investimento ocorre a partir de dois anos e meio;
• Faz sentido ecológica e financeiramente não desperdiçar um recurso natural escasso em toda acidade, e disponível em abundância todos os telhados;
• Ajuda a conter as enchentes, represando parte da água que teria de ser drenada para galerias e rios;
• Encoraja a conservação de água, a auto-suficiência e uma postura ativa perante os problemas ambientais da cidade.

Algumas cidades brasileiras já transformaram em lei a captação da água pluvial.

A lei municipal de Curitiba-Paraná nº.10785 de 18 de setembro de 2003 diz que¹:

"Cria no Município de Curitiba, o Programa de Conservação e Uso Racional da
Água nas Edificações - PURAE."
Art. 1º. O Programa de Conservação e Uso Racional da Água nas Edificações –
PURAE tem como objetivo instituir medidas que induzam à conservação, uso racional e utilização de fontes alternativas para captação de água nas novas edificações, bemcomo a conscientização dos usuários sobre a importância da conservação da água.
Art. 7º. A água das chuvas será captada na cobertura das edificações e encaminhada a uma cisterna ou tanque, para ser utilizada em atividades que não requeiram o uso de água tratada, proveniente da Rede Pública de Abastecimento, tais como: rega de jardins e hortas, lavagem de roupa; lavagem de veículos; lavagem devidros, calçadas e pisos.
Art. 8º. As Águas Servidas serão direcionadas, através de encanamento próprio, a reservatório destinado a abastecer as descargas dos vasos sanitários e, apenas após tal utilização, será descarregada na rede pública de esgotos.

Em São Paulo, a lei estadual N.º 12526 de 2 de janeiro de 2007 pronuncia²:

¹ LEI Municipal de Curitiba nº 10485 de 18/09/2003. Programa de...
tracking img