Retrospectiva macroeconomia entre 9 e 13 de abril de 2012

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (565 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
BOLSA: Pela segunda vez no mês, a bolsa seguiu operando com forte aversão ao risco, e fechou negativa na semana em que os bancos aprovam pacotes de reduções nas taxas e juros. O grande país asiáticoapresentou aceleração da inflação de 3,6% em março, ante 3,2% em fevereiro, e enfraquecimento do PIB nos três primeiros meses de 2012. A importação chinesa também se desacelerou, frente ao mêspassado, colocando mais pressão sobre a Bolsa, principalmente para papéis atrelados às commodities. Na Espanha, o yeld dos bônus do país apresentou novas máximas, e a Itália, trazendo preocupações com suasFinanças, também refletiu o mau humor no mercado doméstico. Dados de trabalho, e de estoques norte-americanos, também apresentaram dados ruins, ratificando o comentário do presidente do Fed, BemBernanke, de que a economia norte-americana ainda apresenta obstáculos para sua recuperação.


CÂMBIO: O dólar avançou na última semana, respondendo ao quadro externo negativo, em função da desaceleraçãoda economia global, do arrefecimento do PIB chinês para o primeiro trimestre e da diminuição da inserção de novos recursos para o País, dada a intenção de eventuais novas ações do governo brasileirocontra a apreciação do real. Na China e na Zona do Euro, o sentimento de que a crise pode se agravar também refletiu no fluxo negativo da moeda. Contrabalanceando a desvalorização do real, o governoreailzou alguns leilões de compra da divisa, ao mesmo tempo em que os EUA apresentaram dados de emprego ruins. Contudo, a presente situação fiscal da Espanha, que contagiou também a Itália e a intençãodo BC de elevar o piso informal atual da moeda de R$ 1,82 para R$ 1,83/R$ 1,84 fez com que o dólar fechasse cotado a R$ 1,838 e acumulasse alta de 0,66% na semana. No mês, a valorização apurada é de0,60%, enquanto no ano ainda tem perda de 1,66% ante o real.


JUROS Os investidores do mercado a termo de juros presenciaram, na última semana, quedas suaves nas curvas mais curtas, com um...
tracking img