Resumos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1182 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
3 - A ARTE NO EGIPTO:
Principal civilização da Antiguidade;
A religião é o aspecto mais significativo da cultura egípcia, tudo no Egito, era orientado por ela, portanto, a religião, invadiu assim, toda a vida egípcia, interpretando o universo, justificando a sua organização social e política, determinando o papel de cada classe social e, consequentemente, orientando toda a produção artísticadesse povo.

Uma arte dedicada à morte
Além de crerem em deuses que poderiam interferir na história humana, o povo egípcio, acreditava também numa vida após a morte e achava que, essa vida era mais importante do que a que viviam no presente. Inevitavelmente, a arte criada pelos egípcios, reflectiu todas as duas crenças fundamentais, dessa forma, a arte egípcia concretizou-se nos túmulos, nasestatuetas e nos vasos deixados juntos aos mortos. É então, por isso, que, a arquitectura egípcia encontra-se sobretudo nas construções mortuárias.
A importância do poder religioso e político
Por volta de 2780 a.C., as classes sociais começaram a ganhar limites nítidos, de um lado, estavam os faraós cercados por nobres e sacerdotes, de outro, os comerciantes, artesãos e camponeses, e, também, deoutro lado, numa situação marginalizada, estavam com uma significativa parcela da população, os escravos.
Nessa época, e nesse contexto social, teve início com Djoser o Antigo Império (3200-2200 a.C.), transformando o Baixo Egipto, no centro mais importante do reino.
Desse período, restaram importantes monumentos artísticos, feitos para testar a grandiosidade e importância do faraó, dos quais APirâmide de Djoser.

Uma Arte de Convenções
A arte egípcia estava intimamente ligada à religião, por isso, não daria margem à criatividade ou à imaginação pessoal. Assim, os artistas egípcios foram criadores de uma arte anónima, pois, a obra, deveria revelar um perfeito domínio das técnicas e não o estilo do artista.
Na Pintura, e nos baixos-relevos, existiam muitas regras que teriam de serseguidas, entre elas, a lei da frontalidade, que caracteriza fortemente a arte egípcia. Essa lei determinava que o tronco da pessoa fosse representado sempre de frente, enquanto a cabeça, as pernas e os pés eram visto de perfil.
De acordo com essa convenção, a arte não deveria de apresentar uma reprodução naturalista que surgisse ilusão de realidade. Pois, assim, diante da figura humana (retratadafrontalmente), o observador não era capaz de a confundir com o próprio ser humano.
A manifestação artística que ganhou mais representações no Antigo Império foi a Escultura, pois, desenvolveu uma expressividade que surpreende o observador. Revelando aspectos particulares de representação, como: a fisionomia, os traços raciais e a consição social.
Entretanto, durante o Médio Império ( 2000 a1750 a.C.) o convencionalismo e o conservadorismo das técnicas de criação voltaram a produzir esculturas e retratos esteriotipados que representam a aparência ideal dos seres - principalmente dos reis - e não dos ideais da realidade.

O apogeu do poder e da arte
No Novo Império (1580 - 1085 a.C.) o Egipto viveu o grande apogeu do seu poder e da sua cultura, foi então que os faraós reiniciaram asgrandes construções, como os tem de Carnac e Luxor, onde, o aspecto mais importante desses dois templos, é um novo tipo de coluna, trabalhada com motivod da natureza.
O túmulo da rainha Hatshepsut, é também, um dos grandes monumentos funerários desse período, tratando-se de uma construção harmoniosa, e a beleza dela é a forma como foi concebida: a montanha rochosa que tem como fundo, constituia parte intregante do conjunto, de tal forma que há uma profunda fusão da arquitectura com o ambiente já existente (ambiente natural).
Na pintura, surgem criações artísticas mais leves, e de cores mais variadas que as dos períodos anteriores. As figuras passam agora a parecer que ganham vida, abandonando assim a postura rígida. Chega até a haver desobediência à lei da frontalidade.
Após o...
tracking img