Resumos figuras de linguagem

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1452 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Figuras de Sintaxe
Silepse a) Silepse de gênero, quando o adjetivo deixa de concordar em gênero com o substantivo. Ex.: V.Sa tem-se mostrado muito bondoso. Vossa Excelência ficou cansado com o discurso. A antiga São Paulo da garoa é hoje uma das campeãs de monóxido de carbono. O Rio de Janeiro dos turistas e das belezas naturais é famosa no mundo inteiro. b) Silepse de número. Quando o verbo nãoconcorda com o sujeito em número. Ex.: Aquela gente caminhava. De cabeça baixa, ansiavam chegar o mais depressa possível. O bando de moleques brincava com pipa. Não ouviam nem buzina e nem o chamado da mãe. A família do réu procurou o advogado e queriam saber se ele poderia ficar em liberdade durante o processo. c) Silepse de pessoa. Quando o verbo deixa de concordar com o sujeito em pessoa. Ex.:Os abaixo-assinados requeremos. Os quartanistas preparamos. Crédulos, amistosos, todos os interioranos somos assim, até que a cidade grande comece a nos transformar. (somos = todos + eu) Os brasileiros somos muito crédulos. (somos = brasileiros + eu) Elipse: Omissão de palavras que se subentendem facilmente. Ex.: Vivíamos sob o mesmo teto (elipse do sujeito nós) Solicitei me respondessem compresteza. (elipse da conjunção que) “Na rua deserta, nenhum sinal de bonde.” (elipse de não havia) Zeugma: omissão de termos anteriormente mencionados. Ex.: Uns querem a paz; outros, a guerra. (zeugma da forma verbal querem) Nem eu o ouvi, nem ele a mim (zeugma da forma verbal ouviu) Pleonasmo: Emprego de palavras redundantes com a finalidade de realçar o pensamento. Ex.: Lá vi com estes olhospecadores. Os sinos, já não quem os toque. Choramos um choro sentido mas nos refizemos logo. A ele resta-lhe a boa oportunidade de provar sua inocência. Polissíndeto: uso repetitivo de conectivos em coordenação Ex.: Trabalha, e teima, e lima, e sofre, e sua! Tua irmã é carinhosa, e doce, e meiga, e casta, e consoladora. E falei, e gritei, e tentei, e gesticulei e pedi ajuda, mas ninguém parou parasocorrer o gato. Assíndeto: ausência de conjunções coordenativas entre orações ou partes da oração Ex.: Trabalha, teima, lima, sofre, sua. Tua irmã, é carinhosa, doce, meiga, casta, consoladora. O vento zunia, as folhas caíam. Anacoluto: quebra da estrutura sintática de uma frase, ficando termos isoladosl é mesmo que fase quebrada. Ex.: Eu, parece-me que os exames não serão fáceis. A velha hipocrisiarecordo-me hoje dela com vergonha. Umas moedas velhas caídas no fundo da gaveta, nós descobrimos o seu valor depois que o colecionador as quis comprar. Anáfora: repetição de uma mesma palavra ou expressão no início de orações, períodos ou versos. Ex.: “Depois, o areal extenso... Depois, o oceano de pó... Depois no horizonte imenso Desertos... desertos só...”

-

-

-

-

-

-

-

-Epístrofe: repetição de uma mesma palavra no final das partes de um período ou trecho. Ex.: A máquina é Deus. O homem é Deus. O universo é Deus. Hipérbato: nome genérico com que se denomina qualquer alteração da ordem direta Ex.: Lindos eram os olhos da criança. Inimigos jamais quero ter. Bendito o que, na terra, o fogo fez, e o teto. Viajam cansados os pescadores de ilusões.

-

FigurasSemânticas
Metáfora: comparação implícita, sem a presença dos termos comparativos (a sucessão das metáforas tem o nome de alegoria). Ex.: “... o último ouro do sol morre na cerração...” “confessou o seu negro pecado...” Mike Tyson é um touro (Entre o pugilista e o touro, há uma semelhança: a força) O Brasil é novo, é um país pivete. “Iracema, a virgem dos lábios de mel...” “Cai a tinta da trevasobre o mundo.” “O campo é ninho do poeta...” Símile ou Comparação: é a comparação explícita, com os termos comparativos presentes no período ou na oração “... os cabelos mais negros que a asa da graúna”. “como se feras fossem vejo as ruas agachadas no dorso de uma aurora irrecusável...” Ex.: A vida é combate (metáfora) A vida é como um combate (comparação) A chuva caía como lágrimas de um céu...
tracking img