Resumos de textos de libras

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3476 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
A VISÃO HISTÓRICA DA IN(EX)CLUSÃO DOS SURDOS NAS ESCOLAS
Karin Lílian Strobel

Como começou a inclusão de surdos nas escolas regulares? Com a Declaração de Salamanca4 (BRASIL, 1997) decorre a política educacional ‘inclusiva’ que, na verdade, trouxe para os sujeitos surdos a inversão da vida comunicativa: incluir para excluir do processo educacional.
A política evidenciada na Declaração deSalamanca foi adotada na maioria dos países e inspirou a elaboração da Lei de Diretrizes e Bases da Educação (BRASIL, 1996). Todavia se, na LDB, em um de seus capítulos sobre a educação especial, há a ênfase e a inclusão de parâmetros para a integração/inclusão do aluno especial na escola regular - na Declaração de Salamanca (BRASIL, 1997) há a menção à situação lingüística dos surdos e se defendeas escolas e classes para eles (artigo 21, p. 30). O problema é que os governos não respeitaram essa ressalva e trataram os surdos como os demais alunos.
Hoje o Brasil conta com várias classes especiais, salas de recursos, ou seja, espaços educacionais para surdos dentro de escolas regulares para garantir o atendimento de alunos surdos matriculados nas diferentes escolas brasileiras e tambémescolas para surdos,
Hoje o povo surdo identifica-se como ‘surdo’, que forma um grupo com as características lingüísticas específicas, cognitivas e culturais, sendo considerados como diferença!
Fernandes (1998, p.21) descreve o comovente momento do povo surdo, na sua dissertação de mestrado:

(...) resistindo às pressões da concepção etnocêntrica dos ouvintes, organizou-se em todo o mundo elevantou bandeiras em defesa de uma língua e cultura próprias, voltando a protagonizar sua história. A principio, as mudanças iniciais vêm sendo percebidas no espaço educacional, através de alternativas metodológicas que transformam em realidade o direito do surdo a ser educado em sua língua natural.
Na concepção educacional atual, a inclusão dos sujeitos surdos em escolas de ouvintes é a formamais rápida e certa de voltar a chamar o sujeito surdo de ‘deficiente’, porque o que está sendo feito atualmente é apenas um jogo político em que um governo quer “deixar uma vírgula a mais” nas leis de governos passados.

REFERÊNCIAS:
BRASIL. Ministério da Justiça. Secretaria Naiconal dos Direitos Humanos. Declaração de Salamanca e linha de ação. Brasília: CORDE, 1997.
BRASIL. Diretrizes eBases da Educação Nacional - LEI 9394-96. Brasília: Congresso Nacional. DOU 23/12/96. Acessível no site . Acessado em 04/05/2006.
FERNANDES, S. F. Surdez e Linguagem: é possível o diálogo entre as diferenças? Dissertação ( mestrado em ....)- Faculdade de ... UFSC, Curitiba, 1998.
FOUCAULT, M. História da Loucura. São Paulo: Editora Perspectiva, 2002.
LANE, H. A Máscara da Benevolência: acomunidade surda amordaçada. Lisboa: Instituto Piaget, 1992.
QUIRÓS, J. B. ; GUELER, F.S. . La Comunicacíon humana y su patología: Ensayo histórico hasta 1900. Buenos Aires, Argentina: Casa Ares, 1966.
STROBEL, K. L. Projeto de mestrado Surdos: Vestígios Culturais não registrados na Historia, Florianópolis, UFSC, 2006.
SKLIAR, C. A forma visual de entender o mundo. In Educação para todos .Revista especial, SEED/DEE. Curitiba: Editora Expediente, 1998
RADUTZKY, E. . Dizionario bilíngüe elementare della língua italiana dei segni. Roma, Itália: Edizioni Kappa, 1992.


TEXTO 4
Na década de 90, a partir da Declaração de Salamanca, as políticas de diretrizes da Educação Especial começaram a mudar e passaram a ter subsídios na proposta da inclusão.
Podemos encontrar nessa declaração aseguinte afirmação; o surdo deve ser inserido de fato, para que possa ter sua cidadania respeitada (Declaração de Salamanca, 1990, p.2). Por isso, acreditamos que é necessário a existência de políticas efetivas.
Assim sendo, a inclusão do surdo só será possível quando forem observadas suas necessidades especiais e que se estabeleça uma metodologia específica que garanta sua relação, comunicação...
tracking img