Resumo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 159 (39502 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
PIAGET, VYGOTSKY, WALLON Teorias Psicogenéticas em Discussão Yves de La Taille Marta Kohl de Oliveira Heloysa Dantas Escrito por professores da Universidade de São Paulo, especialistas no pensamento de Piaget, Vygotsky e Wallon, este livro traz um diálogo entre os três principais teóricos da psicologia que buscam compreender o funcionamento psicológico à luz de sua gênese e evolução. Os textostratam das relações entre fatores biológicos e sociais no desenvolvimento psicológico e entre aspectos cognitivos e afetivos da psicologia humana. Permitem assim, ao leitor, realizar sua própria síntese das várias abordagens em psicologia genética, em benefício tanto do aprofundamento teórico quanto do aperfeiçoamento da prática pedagógica. SUMÁRIO Apresentação ... 7 Parte I - Fatores Biológicos eSociais O lugar da interação social na concepção de Piaget ... 11 Yves de La Taille Vygotsky e o processo de formação de conceitos ....... 23 Marta Kohl de Oliveira Do ato motor ao ato mental: a gênese da inteligência segundo Wallon ... 35 Heloysa Dantas Parte II - Afetividade e cognição Desenvolvimento do juízo moral e afetividade na teoria de Jean Piaget ... 47 Yves de La Taille O problema daafetividade em Vygotsky ... 75 Marta Kohl de Oliveira A afetividade e a construção do sujeito na psicogenética de Wallon ... 85 Heloysa Dantas Apêndice - Três perguntas a vygotskianos, wallonianos e

piagetianos ... 101 Yves de La Taille, Heloysa Dantas, Marta Kohl de Oliveira p.7 Apresentação Este livro é resultado de dois anos consecutivos (1989-1990) de participação nas Reuniões Anuais daSociedade de Psicologia de Ribeirão Preto, agora Sociedade Brasileira de Psicologia. Somos devedores de Maria Clotilde Rossetti Ferreira, professora titular da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da USP de Ribeirão Preto, pela idéia de publicar o conteúdo dos cursos e mesas-redondas que realizamos nessas reuniões. A receptividade que os temas apresentados, encontraram deve ser interpretadacomo um indicador seguro da necessidade que havia de abordá-los, tanto no plano da teoria, quanto no do embasamento da práxis pedagógica. Ela sinaliza também um processo de filtragem, que vem conferindo à psicogenética um lugar de destaque cada vez maior. Estudar as funções psíquicas a luz de sua gênese e evolução tem dado frutos muito ricos: aqueles que decorreram da teoria piagetiana, que tem semostrado capaz de absorver as concepções cognitivistas não genéticas, o demonstram à saciedade. Seu avanço, no entanto, requer fazê-la entrar em diálogo com interlocutores de peso: dai a escolha de Vygotsky e Wallon, que vêm cumprindo esta função ativadora e dinamogênica. O confronto, em profundidade, desses três pontos de vista pode colocar o investigador na chamada "zona crítica" da ciênciapsicológica, nos seus confins, a região onde se travam as polêmicas e se geram os avanços. Neste sentido, o interesse pelo diálogo entre eles representa a utilização de uma das duas formas possíveis de progresso em ciência, aquela que alterna seus efeitos com os que procedem da confrontação com os dados. Confrontam-se teorias com fatos, ou teorias com teorias. Essa última talvez seja a única formapossível de evolução para um sistema da solidez do piagetiano, que corre o risco de imobilizar-se, vítima de sua própria hegemonia. Esse papel de confrontação teórica tem sido cumprido, nos últimos anos, pelas idéias de Vygotsky, em sua instigante abordagem sobre a dimensão social no desenvolvimento psicológico. Um outro tiro de necessidade presidiu a escolha dos temas. Os educadores pedem que asteorias psicológicas expliquem o funcionamento da inteligência e da afetividade: mas disso elas não têm dado conta. No cenário atual, a psicanálise e a psicogenética construtivista têm dividido essa tarefa, o que tornou aquelas dimensões paralelas e exteriores. A demanda reflete então o desejo -- muito justificado -- de pedir à psicogenética, aquela mais próxima da teoria acadêmica e da práxis...
tracking img