Resumo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1346 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE DE SANTO AMARO- Unisa Digital
CURSO DE LETRAS
Aluno (a): Maria Solange Lima Magalhães RA: 1492390
Polo: Itabuna Cidade: Itabuna Estado: Bahia

Resumo de Livros

Nome da Obra- A morte e a morte de Quincas Berro D’Água
Autor: Jorge Amado
Editora: Record Local: Rio deJaneiro
Data: 1982 Número de páginas: 358

ELEMENTOS ESTRUTURAIS

Personagens Principais: Joaquim Soares da Cunha ou Quincas Berro D'Água - (protagonista)
Sua família - Otacília, mulher; Vanda, filha; Leonardo Barreto, genro; Eduardo e Marocas, irmãos.
Seus amigos - Curió, Negro Pastinha; Cabo Martim; Pé-de-vento.
Sua amante - Quitária do OlhoArregalado


Características dos principais personagens:
Quincas Berro D’Água- de boa família, exemplar funcionário da Mesa de Rendas Estadual, ouvido com respeito, todo burguês, jamais visto em botequim. Este é o Quincas que existia, quando resolveram decretá-lo morto para a sociedade.
Gabriela: Moça bela, sem maldade e de espírito livre, retirante fugida da seca, chega a Ilhéus, vai trabalhar nacasa de Nacib, com quem inicia um romance. Moça de grande vitalidade que reúne grandes características do biótipo nortista do interior. Animada, bem disposta, era bonita e por onde passava chamava atenção dos homens, provocando inveja nas mulheres. É ela quem dá ênfase à trama.
Nacib: O personagem é fundamental não só pela sua relação com Gabriela, mas também pelo fato de ser dono do maisimportante ponto de encontro da região, o Bar Vesúvio. Não gostava de fazer parte de nenhum laço político. Pensava ele que se fizesse parte da política poderia perder clientela em casos de desentendimento, já que todos da sociedade frequentavam seu bar. É ele o primeiro homem, na narrativa, a se encantar com a beleza de Gabriela.
Coronel Ramiro Bastos: Velho fazendeiro de cacau e um dos mais antigosmoradores de Ilhéus, líder político, era considerado um verdadeiro cacique, temido por todos, ditava as leis de acordo com seus interesses. Era contra a política progressiva de Mundinho Falcão, com o qual disputava o poder político da região.
Mundinho Falcão: Jovem de ideias progressistas que chega a Ilhéus e entra em choque com o Coronel Ramiro Bastos ao envolver-se nos movimentos de renovaçãopolítica na região. O seu principal objetivo era aumentar a produção de cacau e possibilitar que o cacau fosse exportado. Era o símbolo do progresso.

Tipo de narrador- Onisciente, não participa da história.
Importância: Por apresentar os fatos completos em tempo real, desnudando o mote de cada ação dos personagens.

Tipo de espaço: Urbano, interior, região sul da Bahia.
Importância: Valorizaçãodo espaço social e das características regionais dos personagens, além da dinâmica político – social da região.

Tipo de tempo: Décadas de 40 e 50.
Importância: Demonstra o antagonismo dos políticos conservadores – coronéis de cacau/ barões do café – e dos políticos progressistas.

Resumo significativo da obra:
Modernismo de segunda fase. Gabriela Cravo e Canela é dividido em duas partes,que são em si divididas em outras duas. A história começa em 1925, na cidade de Ilhéus. A primeira parte é Um Brasileiro das Arábias e sua primeira divisão é O langor de Ofenísia. Vai centrando-se a história nesta parte em dois personagens: Mundinho Falcão e Nacib. Mundinho é um jovem carioca que emigrou para Ilhéus e lá enriqueceu como exportador e planeja acelerar o desenvolvimento da cidade,melhorar os portos e derrubar Bastos, o inepto governante. Nacib é um sírio ("turco é a mãe!") dono do bar Vesúvio, que se vê em meio a uma grande tragédia pessoal: a cozinheira de seu partiu para ir morar com o filho e ele precisa entregar um jantar para 30 pessoas em comemoração a inauguração de uma linha automotiva regular para a cidade de Itabuna.

Ele encomenda com um par de gêmeas...
tracking img