Resumo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 19 (4653 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
NÃO HÁ DOCÊNCIA SEM DISCÊNCIA: REFLEXÕES A PARTIR DE UM TRABALHO DE FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES DO MUNICÍPIO DE SÃO CARLOS, SÃO PAULO Osmair Benedito da Silva1 Sabrina Maria de Amorim1 Luciana Nobre de Abreu Ferreira1 Salete Linhares Queiroz2
2

Universidade Federal de São Carlos Instituto de Química de São Carlos – USP

1

RESUMO Neste trabalho nos propusemos a apresentarconsiderações a respeito de reflexões advindas de professores em formação continuada da rede municipal de São Carlos-SP, a respeito de suas práticas educativas, tendo como base discussões baseadas na leitura do livro “Pedagogia da autonomia”, de Paulo Freire. Participaram da formação dois professores coordenadores e dezessete educadores que lecionam no ensino fundamental da unidade escolar mencionada, tantono Ensino Regular, quanto na Educação de Jovens e Adultos (EJA). Após a leitura, os educadores foram instigados a fazer considerações sobre sua concordância ou não com os saberes apontados pelo autor. Solicitamos ainda que fizessem comparações com tais saberes e suas práticas em sala de aula. Verificamos que os professores apontam principalmente como pontos concordantes entre suas convicções e ossaberes colocados por Freire que ensinar exige respeito aos saberes dos educandos. Assim, eles consideram que este saber acarreta outros benefícios como o favorecimento do diálogo em sala de aula. Os educadores enfatizam também a ética como aspecto fundamental da prática educativa e alicerce para que outros saberes venham à tona. No entanto, observamos também que poucos professores se reportaramaos saberes que remetem mais diretamente às características do professor-pesquisador. Sugerimos, a partir da literatura relacionada aos estudos sobre formação de professores, alguns elementos que podem justificar a dificuldade dos professores em pesquisar suas práticas: o conceito de pesquisa como algo complexo e, por conseguinte, a falta de incorporação dos resultados de pesquisa em sala de aula,além das influências de prováveis “falsa segurança” e “formação ambiental” nos educadores. Os resultados obtidos sinalizam a necessidade de se proporcionar novas discussões em trabalhos de formação continuada de professores de modo a estimular a prática reflexiva nos mesmos. Palavras-chave: Paulo Freire; formação continuada; práticas educativas.

ANAIS DO XV ENDIPE – ENCONTRO NACIONAL DEDIDÁTICA E PRÁTICA DE ENSINO
Convergências e tensões no campo da formação e do trabalho docente: políticas e práticas educacionais, Belo Horizonte, 2010

1

INTRODUÇÃO

No meio educacional e na sociedade em geral, os discursos sobre a má qualidade dos professores e o desinteresse dos alunos é recorrente. Ao mesmo tempo, nesses espaços, o discurso que atribui à educação o papel de melhorar aqualidade de vida das pessoas também é constante. Assim, as questões sobre a formação dos professores, tanto inicial quanto continuada, têm sido amplamente discutidas na sociedade, especialmente entre professores, alunos e pesquisadores em educação. De acordo com Galiazzi (2003), a preocupação com a formação dos professores começou a ganhar destaque na década de 70, a partir de uma perspectivatecnicista, na qual o professor era visto como um organizador de conteúdos. Segundo Villani e Pacca (1997), nesse período o desenvolvimento de recursos tecnológicos e didáticos quase autônomos e a focalização do professor como gerente dos recursos obscureceram de certa forma a importância do conhecimento científico do docente em favor de habilidades de organização. Na década de 80, observou-se umamultiplicação de instâncias de controle dos docentes, por meio de práticas institucionais de avaliação; além de haver um novo direcionamento do olhar sobre a vida e a pessoa do professor. Na década de 90, a área viveu uma “crise de paradigmas” e o discurso do “professor-reflexivo” surgiu e foi ganhando força (Forteza & Diniz, 2004). Essa questão do professor-reflexivo está contemplada nas Diretrizes...
tracking img