Resumo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (587 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Capítulo 8: O Brasil e as rivalidades internacionais
I. A União Ibérica
Portugal e Espanha eram ambas potências muito fortes as quais saíram da crise do séc. XIV juntas. Contudo, nesse capítuloserão apresentados os motivos de suas decadências.
PORTUGAL
Era um país absolutista e patrimonialista, ou seja, era governado por reis autoritários e que tomavam os patrimônios públicos para sipróprios.
Quando Portugal se tornou colonialista, ele parou de investir em sua economia interna pois achava que não havia necessidade uma vez que já comercializava com as Índias e com suas colônias e comisso se estagnou. O Estado parou de aplicar capital na produção interna e passou a importar todas as manufaturas de que precisava.
Depois de ter investido na burguesia durante o períodoexpansionista, o rei português começa a “trocar cargos” públicos, colocando nobres no gerenciamento da economia e do comércio marítimo e deixando, portanto, a burguesia de lado.
Houve uma diminuição da corte realem função da “distribuição” de cargos fora de Portugal, fazendo com que o rei perdesse apoio político.
ESPANHA
Assim como Portugal, a Espanha era absolutista e patrimonialista, além de ter sido umagrande potência militar nos sécs. XVI e XVII.
Quando a Espanha chega à América, aqui encontra muitos metais. A prata, principalmente, quando chega na Europa é utilizada para comprar mercadoriaimportadas, porque, assim como Portugal, a Espanha parou de investir em sua economia. Em razão da grande quantidade de prata disponível, a inflação aumenta.
CRISE SUCESSÓRIA E UNIÃO IBÉRICA
A Espanhasempre quisera dominar Portugal. Em 1578, morre o rei de Portugal sem deixar herdeiros homens e o trono é ocupado por D. Henrique, que mais tarde também morre sem deixar herdeiros homens. No ano de 1580,vários portugueses e espanhóis reivindicaram parentescos para assumir o trono. Felipe II da Espanha, neto de D. Manuel de Portugal, invade Portugal e instala a União Ibérica.
Portugal combina com...
tracking img