Resumo a publicidade como possibilidade - de ricardo zagallo camargo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (504 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A publicidade como fábula – a defesa neoliberal
Baseada na teoria do neoliberalismo, em que o homem é um indivíduo responsável por si, a publicidade, que é alvo de críticas como: induzir aoconsumismo e ofender os valores morais que veicula, se defende pelo escudo do discurso de Jerry Kirkpatrick, autor do livro Em defesa da propaganda: “A propaganda não é coercitiva porque obtém oconsentimento voluntário do indivíduo para comprar o produto”. Para o autor, a publicidade soma como um acelerador ao progresso humano, por encorajar o desenvolvimento de novos produtos e provocar a aceitação ourejeição de outros. Essas últimas influenciariam a produção da consciência do consumidor, pois cada vez menos a propagandas são enganosas. Em termos econômicos, a publicidade também é capaz de baixaros preços, reduzir a ignorância do consumidor e do monopólio através do corte de preços do varejo causado pela competição e concorrência. Em sua isenção social, a propaganda inserida na sociedadeautoritária de hoje sinaliza a liberdade – e não a manipulação - do homem, porque mesmo sendo persuasiva, a escolha permanece na ação de quem a recebe.
A publicidade diante da perversidade
A propostadesse tópico nos convida a pensar o papel da publicidade com uma postura mais crítica e responsável pelas consequências do que sua causa sua aplicação. Como levaríamos a sério campanhas que enfatizamas fórmulas prontas e desgastadas que reforçam os valores competitivos? O artigo pede que levemos em conta outro jeito de fazer propaganda - preocupada com a conscientização, a integração com a culturae o papel educativo no espaço que toma.
Responsabilidade social – papel anti-hegemônico da publicidade
“Os meios de comunicação são ‘extensões do homem’, formando um ambiente criado pelo homem queé sua segunda natureza e forma o próprio homem ao moldar seus padrões de percepção do mundo e de si próprio”. Nesse parágrafo é McLuhan quem sugere que pela palavra o homem modifica o lugar que...
tracking img