Resumo "a escola dos annales"

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (940 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
→ Breve resumo do livro “A escola dos Annales”
No século XX, na França, de um pequeno grupo associado à revista “Annales” surge uma “nova história” (La nouvelle histoire) que tinha como objetivossubstituir a tradicional narrativa de acontecimentos por uma história-problema, fazer uma história de todas as atividades humanas, e não somente uma história política e interagir com outras diciplinas,principalmente, com as ciências sociais. O grupo constitui-se principalmente por: Lucien Febvre, Marc Bloch, Fernand Braudel, Georges Duby, Jacques Le Goff e Emmanuel Le Roy Ladurie.
O movimento dosAnnales pode ser dividido em três fases: A primeira caracterizou-se por ser pequena e radical, conduzindo uma guerra contra a história tradicional, política e a história dos eventos. A segunda faseocorreu depois da Segunda Guerra Mundial e foi marcada pela presença de Fernand Braudel que propôs conceitos diferentes (estrutura e conjuntura) e novos métodos (especialmente a “história serial” dasmudanças na longa duração). A terceira fase é marcada pela fragmentação, na qual a “escola unificada” era vista apenas aos olhos de seus admiradores externos e seus críticos.
Este estudo sobre osAnnales pretende tentar compreender o mundo francês, explicar, o quanto possível, a década de 20 às gerações posteriores e a pratica do historiador para sociólogos, antropólogos, etc.
“Os Annales numaPerspectiva Global.”
Burke, o autor, ao examinar os rastros do movimento dos Annales para além do território Francês, tem como objetivo expor as tentativas de introdução do estudo em diferentes áreas, eas múltiplas respostas à “nova história”, que nem sempre foram agradáveis.
Antes da Segunda Guerra Mundial, os Annales já contavam com a presença de aliados no exterior, como na Bélgica e naGrã-Bretanha. Mas somente na era de Braudel que a revista e o movimento ficaram conhecidos em toda a Europa.
Na Itália, “O Mediterrâneo” escrito por Braudel foi traduzido em 1953. O mesmo pode contar com...
tracking img