Resumo a casa (in) comodos (di) versos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2321 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A CASA (in)cômodos (di)versos
A CASA (in)cômodos (di)versos, de Osmar Casagrande, é um livro de poemas, no sentido “latu” da palavra poema, ou seja, o poema destaca-se imediatamente pelo modo como se dispõe na página. Cada verso tem um ritmo específico e ocupa uma linha. O conjunto de versos forma uma estrofe e a rima pode surgir no interior dessa estrofe. A organização do poema em versos podeser considerada o traço distintivo mais claro entre o poema e a prosa.
Distinção esta que é visível a olhos nus, Casagrande exercita com maestria o poema em prosa, colocando fim à discussão da existência de “gêneros puros” entre poema, poesia e prosa.
O que está mais visível ali é a presença do lirismo, essência da poesia, também em textos escritos em prosa. O chamado “poema em prosa” que,como o nome sugere, funde estas linguagens antes vistas como antagônicas. No livro, Casagrande, aos moldes de um Mário Quintana usa a prosa como forma de escrever uma poesia carregada de um lirismo sutil e encantador que fala principalmente sobre elementos da vida cotidiana.
E que na sua essência capta toda a temática dos escritores/poetas do modernismo e da contemporaneidade. A temática docotidiano é corriqueira na poética de Osmar e apresenta-se como principal ponto de contato entre o poeta e o jornalista/arquiteto, profissionais da construção das palavras.
O autor retira do seu dia-a-dia os elementos e os temas para sua arte, ou seja como recurso textual, a elaboração de imagens estéticas fortes, com uma alta carga de lirismo, e a relação de proximidade entre narrador/autor e eulírico.
Estruturalmente organizados em cômodos de uma casa e são “diversos” cômodos , o poeta estrutura sua obra, não como se fosse um poeta, mas sim um arquiteto. E eis, a Arquitetura poética de Osmar Casagrande.
O livro, ou A CASA, é dividido em seis partes, ou melhor em seis cômodos : A Sala, A Biblioteca, O Quarto, A Alcova, o Banheiro e a Cozinha. Para cada cômodo dA CASA, o poeta recheou-ade (di) versos poemas sobre os mais variados temas.
No primeiro momento do livro o autor adverte, já nas Boas-vindas, que a CASA “não é grande”, porém, “é rica em ternura”. E convida o leitor para conhecer todos os cantos da casa, suas peculiaridades e, retoma a Casa encabulada de Vinicius de Morais, como referência poética do que se espera encontrar em todos os seus (in)cômodos (di)versos.
Ariqueza de figuras de linguagem presente na obra se verifica com a comparação e/ou similaridade que o poeta utiliza com a imagem da casa. A Casa, imediatamente nos traz imagens de uma linda construção, simples, e mágica. Imagem tão inovadora que parece poesia feita de concreto, vidro, aço e todos estes materiais novos e fantásticos que permeiam o nosso cotidiano e parece nos dizer que isto émodernidade.
Daí, que Osmar Casagrande poderia perfeitamente se enquadrar tanto como um poeta que traz as características dos poetas da segunda e terceira geração do modernismo brasileiro, quanto da poesia contemporânea brasileira.
Podemos destacar como características dos poemas de A CASA: a ironia, a reflexão sobre o destino do ser humano, a poesia lírica, o regionalismo, verso livre em paraleloa formas fixas, o verso livre, o verso branco e traços de concretismo com poemas visuais.
Os temas das poesias são universais, pois seu os olhar está voltado à vivências da sociedade a respeito das crises sociais e humanas em que vivem o ser humano e o mundo contemporâneo.
Em sua poesia, observa-se uma constante nota de ternura e paixão pela vida. Seu lirismo intimista registra o cotidiano comsimplicidade, atribuindo-lhe um sentido de evento e espetáculo. Nela, também, estão presentes a infância, a terra natal (São Paulo,Tocantins) , a cultura popular, a família, a imagem do poeta louco, a defesa da linguagem modernista, a sensualidade, o lirismo inovador, o antilirismo, a reflexão existencial, a saudade dos amigos e o humor.
Linguagem simples, herdada da profissão de jornalista,...
tracking img