Resumo: teorias da administração

Teorias da Administração

1 Definição e conceituação das Teorias da Administração.

▪ Teoria da Administração Científica.

Taylor e Fayol, no início do Século XX, foramconsiderados os primeiros a desenvolverem trabalhos sobre a administração científica.
Taylor causou conflitos entre patrões e empregados, pois, seu sistema era visto como adepto dos interessesda elite, ganhando a reputação de “inimigo do trabalhador”. Contudo, influenciou no sucesso de várias empresas nas primeiras décadas deste século.
Preocupado com a racionalização dotrabalho operário, Taylor definiu alguns princípios básicos - que veremos no item 3 deste trabalho - princípios que em muitas situações predominam, até hoje. Seus estudos buscavam a organização científicado trabalho e recomendava a prática da divisão do trabalho. Via a necessidade de impor métodos científicos à administração, para aumentar a eficiência da indústria, por meio da racionalização dotrabalho. Por isso, muitas vezes, foi visto como insensível, desumano e quem via o trabalhador como objeto de estudo isolado, criando uma divisão entre “mãos e cérebro” no meio empresarial, pois, seuobjetivo era garantir, com métodos científicos, o melhor rendimento às empresas.

▪ Teoria clássica

Com princípios semelhantes, na Europa, Henry Fayol demorou a ser considerado,devido ao atraso na divulgação de suas idéias aos grandes contribuintes do pensamento administrativo. Com Mooney, Urwick, Gulick, Niles e Write, Fayol instituiu a Escola de Anatomia e Fisiologia daOrganização, com interesse de ampliar a eficácia empresarial através da sua organização e da aplicação de princípios gerais de administração em bases científicas.
Para Fayol, a Administração éuma atividade pode ser exercida por todos, porém, exige um preparo, onde dividiu algumas funções para cargos técnicos e administrativos: Planejar, Comandar, Organizar, Controlar e Coordenar....