Resumo sociedade midiatizada

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 17 (4067 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Dênis de Moraes. Sociedade midiatizada. Rio de Janeiro: Mauad, 2006. 246p.
Depois de Por uma outra comunicação (Record, 2003), Dênis de Moraes volta a reunir um time seleto de pensadores da comunicação contemporânea e da revolução informacional e traz a público Sociedade midiatizada. O livro, organizado em duas partes (“Cultura tecnológica e midiatização” e “Sociedade em rede e mutaçõescomunicacionais”) e 11 artigos, põe no centro das discussões transformações e dilemas de nossa época, preocupado em aprofundar as reflexões sobre o papel e a influência da mídia numa sociedade contraditória, que, ao mesmo tempo em que atinge seu mais alto estágio tecnológico, apresenta desigualdades perturbadoras.
A publicação inicia com o artigo do teórico Muniz Sodré. “Eticidade, campo comunicacional emidiatização” prepara o terreno para a discussão que se estabelece ao longo da obra e que diz respeito às mutações sociais provocadas pela mídia e pela realidade virtual. Retomando uma reflexão ampliada na teoria “Antropológica do espelho”, o autor desenvolve uma argumentação sociológica, antropológica e filosófica sobre o cenário onde agora se constituem e se movimentam os novos sujeitossociais, um espaço regido pelas neotecnologias e moldado pelo virtual. Mudam as relações, mudam valores, muda a consciência. Está-se diante de uma nova ordem cultural. As formas de vida tradicionais são afetadas por uma qualificação de natureza informacional, que chama a atenção para a prevalência da forma, do meio sobre o conteúdo, conforme já diagnosticado por McLuhan ao dar conta do envolvimentosensorial provocado pelas mídias eletrônicas. Mas não se trata de um informacionalismo redentor, ao contrário do que talvez tenha dado a entender o teórico da aldeia global. Há que se considerar aqui a hipertrofia provocada pelas tecnomediações que se impõem ao ethos social, como desconfia Baudrillard e demais críticos da cultura tardomoderna. Sodré pensa a midiatização como um novo bios, um novo modode presença do sujeito no mundo, e discute como a qualificação cultural resultante desta esfera existencial atua em termos de influência ou poder na construção da realidade social. A mídia é estruturadora ou reestruturadora de percepções e cognições, mas atravessada por injunções que atuam de modo a atender à dinâmica do mercado globalista. O valor moral resultante desse processo é fundamentadopor uma ética material, que dá conta do indivíduo enquanto consumidor. É desta forma que ele alcança o reconhecimento social.
Dênis de Moraes retoma uma reflexão marxista e discorre sobre o eterno dilema do capital em reduzir ao máximo o tempo de giro da mercadoria. A preocupação recai principalmente sobre a mercantilização da cultura numa época em que tudo é feito para o consumo rápido, sepossível, instantâneo, graças à enxurrada de mídias que invade as casas e ruas, mentes e corações. É o que o autor chama de abundância rentável, visto que tudo é coisificado para saciar a voracidade do capital, que impõe a tirania da velocidade fortuita. Assediadas permanentemente por estímulos e ofertas de toda ordem, as pessoas são engolidas por uma lógica do efêmero, que torna cada vez mais breve aduração do prazer e faz o presente parecer passado. O imaginário é arrebatado pelas novidades incessantemente vomitadas pelas mídias, sempre atentas ao potencial de consumo dos indivíduos. E, nesta direção, a cultura é, antes de qualquer coisa, negócio, e os produtos culturais são feitos para o mercado, como Fredric Jameson já observara uma década atrás. A tendência à especialização, refletida nosprodutos segmentados, não corresponde à valorização das diversas culturas. Antes de refletir as manifestações culturais dos vários povos, a segmentação atende às tendências de consumo de clientelas específicas, reavivando fórmulas de colagem e pastiche, em que, na essência, tudo muito se parece. Dos best-sellers aos longa-metragens, dos seriados de TV aos games, distribuídos em ritmo alucinante...
tracking img