Resumo sagrado e profano de mircea eliade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1547 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Resumo
Livro O Sagrado e o Profano.

A proposta de Mircea Eliade aborda o fenômeno do sagrado e profano em toda sua complexidade, partindo da definição primordial da oposição entre sagrado e profano; desenvolve assim aprofundamento do tema e revela em seus estudos essa problemática religiosa perpassando pelos meandros da história da humanidade. Segundo Eliade, o conhecimento do sagrado sefaz justamente em suas manifestações pelo viés hierofânico, digo, dar a conhecer através das realidades sagradas, que não fazem parte do mundo homogêneo, se revelando assim, tais manifestações ao homem religioso. A história esta repleta de considerações sobre relatos de hierofanias.
O autor Romeno pondera que diante das hierofanias o homem moderno passa por certo mal-estar, constrangimento, pornão compreender totalmente como um objeto revela o divino e vice-versa, por não ser sensível a dois modos de ser no mundo, sagrado e profano, o homem moderno dessacralizado, dessacraliza as manifestações sagradas permanecendo em posição desconfortante existencialmente. As posições existenciais, sagrado/profano, assumidas pelo homem ao longo da história, são conquistas humanas e assim patrimônio dacultura universal.
Em relação ao espaço sagrado/profano, nota-se que a construção do sagrado esta fincada qualitativamente, diferentemente em relação ao espaço profano que o cerca revelando múltiplas variações e diferenças históricas significativas e de extrema relevância para a compreensão dos fatos religiosos; e quão interessante é abordar dimensões específicas da experiência religiosa,apontando diferenças em relação à experiência profana - que no decorrer da história o comportamento humano tanto o religioso quanto o não-religioso estão intrinsecamente conectados ao “homo religiosus”, a humanidade e seu desenvolvimento histórico.

Concernente ao Espaço Sagrado e a sacralização do muno Mircea Eliade trata do espaço vivencial do homem analisando o espaço sagrado/profano e suasconseqüências. O primeiro (espaço Sagrado) é o centro, fortaleza que revela um “ponto fixo”, “referencial” para o homem religioso e partindo desse referencial todo resto será a extensão desse espaço sacralizado. Percebe-se a perspectiva espacial não – homogêneo nessa situação, pois é justamente o ponto chave da visão do homem religioso em relação ao espaço. Ele, o espaço, possui roturas causadas porhierofanias que revelam o ponto inicial de todas as coisas, a manifestação divina é dada numa experiência primaria de espaço não – homogêneo, hierofânico “fundante do mundo”, possibilitando a partir desse eixo central toda a orientação futura de si mesmo e do mundo. É a fundação ontológica do mundo causada pela hierofania e orientação para o homem religioso, trazendo para ele, esse “ponto fixo” valorexistencial. No segundo caso (espaço Profano) na extensão homogênea não há a possibilidade de referencial no sentido religioso, pois o espaço para o homem não-religioso é dessacralizado, não há “ponto fixo”, “centro”, “absoluto” transcendente. O mundo é o que é, digo, o não-religioso recusa a sacralidade em sua existência profana, recusando toda perspectiva religiosa. Mantém a homogeneidade,portanto a relatividade do espaço, sem orientação “verdadeira”, não goza de estatuto ontológico único se movendo forçado pelas obrigações de toda existência de um universo fragmentado. Entretanto, Eliade traz a luz de suas pesquisas que o homem não-religioso não aboliu completamente todos os traços do comportamento religioso. Mesmo no espaço profano existem valores que remontam a não – homogeneidade daexperiência religiosa de espaço. Espaços e momentos que o homem não-religioso constrói, participa que para ele se tornam locais e momentos de qualidade excepcional “única”. Para o autor surge daí lugar, momento sagrado do universo particular do não-religioso, como se nessas situações tivessem a revelação de outra realidade diferente da existência cotidiana.
Todo espaço sagrado constitui uma...
tracking img