Resumo síndrome de burnout

Burnout: O processo de adoecer pelo trabalho
A Síndrome de Burnout começou a ser pesquisada, inicialmente nos Estados Unidos. Os trabalhadores estavam sofrendo seus efeitos há muitos anos, faltavaapenas identificá-los envestiga-los. O termo burn out ou burnout, “queima até a exaustão” vem do inglês e se refere aquilo que deixou de funcionar por absoluta falta de energia. É uma expressãoutilizada tanto em textos eruditos como de Shakespeare (Schaufeli & Ezmam, 1998), assim como gíria de rua, para se referir àquele que se acabou com o uso de drogas. Na psicologia, a definição mais utilizadatem sido em que o burnout é referido como uma síndrome multidimensional constituída por exaustão emocional, a desumanização e reduzida realização pessoal no trabalho. O bournout é a maneira encontradapara enfrentar, mesmo que de forma inadequada, a cronificação do estresse ocupacional. Ocorrem quando falham outras estratégias para lidar com o estresse. A exaustão emocional caracteriza-se pelasensação de esgotamento emocional e físico.O cotidiano do trabalho passa a ser árduo e doloroso. A desumanização / descentralização, posteriormente denominada cinismo, revela-se através de atitudes dedistanciamento emocional, em relação às pessoas às quais deve prestar serviços e os colegas de trabalho, passando a apresentar atitudes de cinismo e ironia em relação às pessoas e indiferença ao quepode vir a acontecer aos demais. A realização pessoal nos afazeres ocupacionais decresce, perdendo a satisfação e a eficiência no trabalho, sentimento de ineficiência, baixa auto-estima, fracassoprofissional, desmotivação. Por vezes, o profissional apresenta riscos de abandonar o emprego. De forma geral,toda e qualquer atividade pode vir a desencadear um processo de burnout.As ocupações cujasatividades estão dirigidas a pessoas e que envolvam contato muito próximo, de preferência de cunho emocional, são tidas de maior risco ao burnout.Como foi citado o burnout sobrevém de um processo de...
tracking img