Resumo pscicologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1438 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
I – Introdução
As intervenções realizadas em conjunto entre profissionais da área da saúde e educação possibilitam resultados positivos para os profissionais envolvidos no tratamento e consequentemente para os familiares que desenvolvem novas atitudes frente ao cuidado com o indivíduo portador de necessidades especiais.
Muitas vezes é a falta de apoio emocional somada a falta de informaçãosobre a deficiência no momento do diagnóstico, que prejudica a busca inicial das famílias. Portanto deveria haver uma assistência profissional para “amparar” os mesmos, no momento do diagnóstico e na busca de atendimento para o indivíduo portador de necessidades especiais e para a própria família.
Há outro lado da questão a ser considerada, a dificuldade enfrentada pelo profissional que prestaatendimento ao deficiente e necessita contar com o auxílio dos familiares.  Portanto, a relação profissional-paciente/familiares é condição básica no momento do diagnóstico e ao longo da realização de qualquer tratamento. Para desenvolver um trabalho de qualidade é necessário um trabalho de parceria qualificado, sendo a capacitação profissional e a disponibilidade para trabalhar de formainterdisciplinar requisitos fundamentais.

1 - Sociedade e Deficiência  
É a sociedade, em grande parte que define a deficiência como uma incapacidade, e é o indivíduo quem sofre as consequências dessa visão preconceituosa.              Para a sociedade os indivíduos com deficiências não têm interesse ou habilidade para interagir com a sociedade mais ampla.                  
Para Goffman (1998), a sociedadeestabelece padrões físicos de perfeição e beleza que variam dentro de cada cultura.
E quando um estranho nos é apresentado, o primeiro aspecto que observamos é o atributo físico. A deficiência é seguida de olhares curiosos na busca da imperfeição e da anormalidade.
As opiniões e impressões que a sociedade forma e emite em relação à deficiência pode influenciar os portadores de qualquer tipo dedeficiência, a limitarem suas ações, mudarem seus sentimentos em relação a si mesmos, assim como afetarem suas interações com as outras pessoas.

2 – Família: Conceito e Formação          
Para Ackerman (1996) a “família é a unidade básica de desenvolvimento e experiência, realização e fracasso, saúde e enfermidade”. A família é o primeiro grupo a que pertence um indivíduo e onde ele tem aoportunidade de aprender através de experiências positivas (afeto, estímulo, apoio, respeito, sentir-se útil) e negativas (frustrações, limites, tristezas, perdas), todas elas fatores de grande importância para a formação de sua personalidade. É papel dos pais auxiliá-los em suas escolhas frente às diferentes alternativas.
Ter um filho com deficiência pode ser vivido com frustração, porém ainda énecessário que aos pais desenvolvam um trabalho de parceria junto a seus filhos deficientes tornando menos prejudicial o seu ingresso na sociedade.

2.1. O nascimento da criança e a deficiência
A maternidade é um momento extremamente importante no ciclo vital feminino, que pode dar à mulher a oportunidade de desempenhar um papel de ser mãe de um novo ser, e esse pode ser o inicio de muitas alegriasna maioria dos casos.            
A gravidez não é apenas um evento biológico, mas também um evento social pelo fato de reunir a família, pessoas queridas num ato de celebração de uma nova vida que está por vir. O nascimento de uma criança com deficiência traz um certo desconforto para os pais, pois eles haviam idealizado uma criança perfeita, bonita e inteligente. É um grande desafio convivercom a deficiência, principalmente quando se trata de uma convivência diária.
Ter uma criança com deficiência significa enfrentar o estigma, o preconceito imposto pela sociedade. A família como um todo terá que aprender sobre a condição especial do filho, irmão, isto é, aprender a ser mãe, pai, irmão de uma criança especial.                   Alguns pais, mesmo observando os progressos, não se...
tracking img