Resumo pre-natal

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1478 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
PRÉ-NATAL

FATORES DE RISCO
Características pessoais e sociodemográficas:
• Altura menor que 1,45 m.
• Baixa escolaridade (menos de 5 anos de estudo regular).
• Condições ambientais desfavoráveis, como vulnerabilidade social.
• Dependência de drogas lícitas ou ilícitas.
• Transtorno mental.
• Idade menor que 15 e maior que 35 anos.
• Ocupação: esforço físico excessivo, carga horáriaextensa, rotatividade de horário,
exposição a agentes físicos, químicos e biológicos, níveis altos de estresse.
• Peso menor que 45 kg ou maior que 75 kg.
• Situação afetiva conflituosa.
• Suporte familiar ou social inadequado.
• Não aceitação da gravidez, principalmente em se tratando de adolescente.
• Violência doméstica.
Antecedentes obstétricos:
• Abortamento habitual.
• Cirurgia uterinaanterior.
• Esterilidade/infertilidade.
• Intervalo interpartal menor que 2 anos ou maior que 5 anos.
• Macrossomia fetal.
• Morte perinatal explicada ou inexplicada.
• Nuliparidade e multiparidade.
• Pré-eclâmpsia/eclâmpsia.
• Recém-nascido com restrição de crescimento, pré-termo ou malformado.
• Síndromes hemorrágicas.
Morbidades:
• Aneurismas.
• Aterosclerose.
• Alteraçõesosteoarticulares de interesse obstétrico.
• Câncer.
• Cardiopatias.
• Doenças autoimunes (lúpus eritematoso sistêmico, outras colagenoses).
• Doenças inflamatórias intestinais crônicas.
• Endocrinopatias (especialmente diabetes mellitus).
• Epilepsia.
• Ginecopatias (malformação uterina, miomatose, tumores anexiais e outras).
• Hemopatias.
• Hipertensão arterial – classificar em leve, moderada ougrave e/ou fazendo uso de
anti-hipertensivo.
• Infecção urinária.
• Nefropatias.
• Pneumopatias.
• Portadoras de doenças infecciosas (hepatites, toxoplasmose, infecção pelo HIV, sífilis
e outras DST).
• Trauma.
• Tromboembolismo.
Doença obstétrica na gravidez atual:
• Aloimunização.
• Amniorrexe prematura.
• Desvio quanto ao crescimento uterino, número de fetos e volume de líquidoamniótico.
• Ganho ponderal inadequado.
• Hidropsia fetal.
• Malformações fetais.
• Óbito fetal.
• Síndromes hemorrágicas.
• Síndromes hipertensivas.
• Trabalho de parto prematuro e gravidez prolongada.

ORIENTAÇÕES
* Referência para atendimento odontológico.
• Encaminhamento para imunização antitetânica (vacina dupla viral), quando a gestante
não estiver imunizada, ou quando o últimoreforço tiver sido realizado há mais
de 5 anos.
• Referência para serviços especializados na mesma unidade ou unidade de maior
complexidade, quando indicado.
• Prescrição de ácido fólico 5 mg/dia até 14 semanas, para prevenção de defeitos abertos
do tubo neural.

Anamnese buscando queixas e dúvidas (a mulher deve ser estimulada a falar), exame físico com aferição do peso, pressão arterial,altura do fundo uterino, ausculta dos batimentos cardíacos, pesquisa de edema, avaliação ginecológica, se necessária, propedêutica complementar e respostas às indagações da mulher ou da família.

Monitoramento
• Cálculo e anotação da idade gestacional.
• Queixas, verificando dúvidas da paciente e dos familiares
• Estado geral.
• Peso, calculando o índice de massa corporal (IMC – anotar nográfico, avaliar o estado
nutricional, segundo curva específica).
• Pressão arterial
• Pesquisa de edema.
• Palpação obstétrica e medida da altura uterina (anotar no gráfico, avaliar desvios,
segundo curva específica).
• Avaliação dos resultados de exames laboratoriais adicionais e instituição de condutas
específicas.
• Ausculta dos batimentos cardíacos fetais.
• Monitoramento da vitalidadefetal, baseando-se nas informações clínicas que podem
indicar a evolução da gravidez e aplicando-se, se indicado, propedêutica complementar.
Entre os métodos que podem ser adotados, está a avaliação dos movimentos
fetais percebidos pela mulher e/ou detectados no exame obstétrico
CONDUTA
Prescrição de suplementação de sulfato ferroso (300 mg/dia ou 60mg de ferro elementar/
dia ou...
tracking img