Resumo perfil tudo de bom

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1664 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A discussão agora não é entre os cientistas sociais e sim a partir de uma experiência política que reflete, contudo este debate teórico. Este post assinado por você é uma defesa muito frágil teórica e politicamente da gestão neoliberal da era FHC. Quem a lê não pode compreender por que FHC saiu do governo com 23% de aprovação enquanto Lula deixa o seu governo com 96% de aprovação. Podemosdiscutir nesta oportunidade os mitos que se criaram em torno dos chamados êxitos do governo neoliberal de FHC. Já no inicio do governo de FHC vários estudiosos discutiam, o inevitável caminho para o fracasso junto à maioria da população. Pois as premissas teóricas em que baseavam as ação política eram profundamente equivocadas e contraditórias com os interesses da maioria da população. (Se você tiver ointeresse intelectual de conhecer o debate sobre estas bases teóricas lhe recomendo o livro - Teoria da Dependência: Balanço e Perspectivas, Editora Civilização Brasileira, Rio, 2000).

Tentarei concentrar-me nos mitos criados em torno do governo neoliberal de FHC.

O primeiro mito é que o governo FHC foi um êxito econômico a partir do fortalecimento do real e que o governo Lula estaria apoiadoneste êxito alcançando assim resultados positivos que não quiz compartilhar com o governo FHC… Em primeiro lugar vamos desmitificar a afirmação de que foi o plano real que acabou com a inflação. Os dados mostram que até 1993 a economia mundial vivia uma hiperinflação na qual todas as economias apresentavam inflações superiores a 10%. A partir de 1994, TODAS AS ECONOMIAS DO MUNDO APRESENTARAM UMAQUEDA DA INFLAÇÃO PARA MENOS DE 10%. Claro que em cada pais apareceram os “gênios” locais que se apresentaram como os autores desta queda. Mas isto é falso: tratava-se de um movimento planetário.

No caso brasileiro, a nossa inflação girou, durante todo governo FHC, próxima dos 10% mais altos. TIVEMOS NO GOVERNO FHC UMA DAS MAIS ALTAS INFLAÇÕES DO MUNDO. E aqui chegamos em outro mito incrível. SegundoFHC e seus seguidores (e até setores de oposição ao governo neoliberal de FHC acreditavam neste mito) de que a política econômicade FHC assegurou a transformação do real numa moeda forte. Ora Alexandre, sejamos cordatos: chamar uma moeda que começou em 1994 valendo 0,85 centavos por dólar e mantendo um valor falso até 1998, quando o próprio FMI exigia uma desvalorização de pelo menos uns 40% e oseu ministro da economia recusou-se a realizá-la “pelo menos até as eleições”, indicando assim a época em que esta desvalorização viria e quando os capitais estrangeiros deveriam sair do país antes de sua desvalorização. O fato é que quando FHC flexibilizou o cambio o real se desvalorizou chegando até a 4,00 reais por dólar. E não venha por a culpa da “ameaça petista” pois esta desvalorizaçãoocorreu muito antes da “ameaça Lula”. ORA, UMA MOEDA QUE SE DESVALORIZA 4 VEZES EM 8 ANOS PODE SER CONSIDERADA UMA MOEDA FORTE? Em que manual de economia? Que economista respeitável sustenta esta tese?

Conclusões: O plano Real não derrubou a inflação e sim uma deflação mundial que fez cair às inflações no mundo inteiro. A inflação brasileira continuou sendo uma das maiores do mundo durante o governoneoliberal de FHC. O real foi uma moeda drasticamente debilitada. Isto é evidente: quando nossa inflação esteve acima da inflação mundial por vários anos, nossa moeda tinha que ser altamente desvalorizada. De maneira suicida ela foi mantida artificialmente com um alto valor que levou à crise brutal de 1999.

...continuação
Segundo mito - O governo neoliberal de FHC foi um exemplo de rigor fiscal.Meu Deus: um governo que elevou a dívida pública do Brasil de uns 60 bilhões de reais em 1994 para mais de 850 bilhões de dólares quando entregou o governo ao Lula, oito anos depois, é um exemplo de rigor fiscal? Gostaria de saber que economista poderia sustentar esta tese. Isto é um dos casos mais sérios de irresponsabilidade fiscal em toda a história da humanidade.

E não adianta atribuir...
tracking img