Resumo maquiavel

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2129 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Fichamento do Príncipe de Maquiavel

Capítulo I

Todos os Estados, os domínios todos que existiram e existem sobre os homens, foram e são repúblicas ou principados. Os principados ou são hereditários e seu senhor é príncipe pelo sangue de longa data ou são novos.

Capítulo II

Estados ligados à família de seu príncipe, menores se apresentam os óbices de os conservar, porque é suficienteque se não abandone o proceder dos antecessores, e também se use de contemporização com as situações novas, de jeito que, se o príncipe é de inteligência comum sempre se conservará no seu Estado.
O príncipe natural do país tem poucas oportunidades de se ofender.

Capítulo III

A dificuldade está nos principados novos. Os homens trocam de boa mente de senhor, pensando em melhorar, e estacrença leva-os a tomar armas contra seu senhor atual.
É bem certo que, conquistados pela vez segunda, mais dificultosamente se perdem os países revoltados. O conquistador para conservá-los,deve ter em mira duas regras: primeira extinguir a linhagem do antigo príncipe; segunda não modificar leis e impostos.
Quando se conquista é necessário uma grande habilidade e boa fortuna para mantê-la. Um dosmod.os mais eficazes é o príncipe ir habitá-lo e organizar colônias em alguns lugares, as quais virão a ser como grilhões impostos às províncias.

Capítulo IV

Os principados cuja memória conservamos, de dois modos se governam: ou por príncipe auxiliado de ministros que no governo são apenas servos ou por príncipe e barões.
Deste dois tipos de governo temos os exemplos em nossos tempos- o GrãoTurco e o reino da França. O governo turco exerce-o um senhor, tem servidores que muda e desloca como melhor lhe aprazo enquanto que o rei da França está metido em meio a uma porção de senhores cujo domínio se prende a tradição e que são, em seus distritos, reconhecidos e estimados por seus súditos.
Quem analisa estas duas situações, achará difícil conquistar o Estado turco.
Contudo, uma vezvencedor, fácil lhe é conservá-lo. O contrário nos reinos que a França governa é possível entrar com facilidade, contudo para te conservares, aparecem inúmeras dificuldades.

Capítulo V

Quando são conquistados Estados que se habituaram a governar-se por leis próprias e em liberdade, por três modos se pode conservar a posse: arruiná-los, ir morar neles e deixar que vivam co suas leis,arrecadando um tributo e criando um governo de poucos.
Quem se faz senhor de uma cidade livre, e não a destrói, por ela se verá destruído. Assim sendo, para manter-se uma república conquistada. O caminho mais aconselhado é destruí-la ou habitá-la pessoalmente.

Capitulo VI

Nos principados novos, regidos por príncipes novos, na luta pela conservação da posse os obstáculos colocam-se na razão direta dacapacidade de quem os conquistou. E dado que o fato de elevar-se alguém à qualidade de príncipe faz supor valor e fortuna., certamente qualquer destas razões tem o codão de mitigar muitos óbices. Entretanto, é rotineiro que muitos dos que foram menos afortunados maior espaço de tempo mantiveram no poder.
Os obstáculos encontrados na conquista do principado nascem, em parte da nova ordem legal ecostumes que são obrigados a introduzir no seu Estado. A coisa mais difícil e perigosa é o estabelecimento de novas leis.

Capítulo VII

Aqueles que apenas por sorte se tornam príncipes, pouco esforço fazem para isso, é claro, mas conservam-se muito dificultosamente. Estes príncipes acham-se na dependência exclusiva da vontade e boa fortuna de quem lhes proporcionou o Estado, isto é, de duascoisas extremamente volúveis e instáveis.
Os Estados surgidos de súbito, não podem ter raízes, nem membros em proporção e ao primeiro golpe do infortúnio, destroem-se, a não ser aqueles príncipes preparados para conservar o que a fortuna lhes depositou no regaço e firmem solidamente os alicerces fundados antes por outros.
Destes dois modos de se fazer príncipe - pelo valor ou pela sorte -...
tracking img