Resumo livro psicopata mora ao lado

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1639 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução
O psicopata mora, vive e convive no nosso mundo, ao nosso lado, pode ser qualquer pessoa, até mesmo nossas namoradas, irmão, pais, professores, etc. são pessoas cruéis e sem escrúpulos que visam apenas o seu “eu”, existem vários tipos de psicopata, e nem sempre saberemos qual esta ao nosso redor, porque nem todos possui o perfil de matador a sangue frio nato, como mencionado, pode serqualquer pessoas muito bem fantasiada.
Cap. 1
Razão e sensibilidade: um sentido chamado consciência
O que é consciência? Pode-se vir dois sentimentos na cabeça,uma de ordem pratica, ou seja, se estou acordada ou não; e outro de ordem subjetiva, que me remete ao fato de eu ter consciência de quem eu sou e qual o meu papel no mundo. Estar consciente é fazer uso da razão ou da capacidade deraciocinar e de processar os fatos que vivenciamos. Estar conscinte é ser capaz de pensar e ter ciência das nossas ações físicas e mentais.
Ser ou não ser. Ser consciente não é um estado momentâneo em nossa existência, Ser consciente refere-se à nossa maneira de existir no mundo. Ser dotado de consciência é ser capaz de amar. Para a autora, a consciência esta relacionada com o amor, a consciênciapra ela, é quando sacrificamos, tomamos decisões irracionais, que coloca nossa vida em perigo pela vida de outra pessoa.
A consciência genuína
A consciência, é algo que nenhum homem consegui definir , e até hoje, intriga grande pensadores, ao ver da autora, ter consciência ou ser consciente trata-se de possuir o mais sofisticado e evoluído de todos os sentidos da vida humana: o “ sexto sentido”,isso influencia e determina o papel que cada um terá na sociedade e no universo, e isso esta baseado na compaixão e na verdadeira pratica do amor. Ela comove o ser humano a fazer coisas boas para o próximo, e só com isso teremos um mundo melhor.
Cap. 2
Os psicopatas: frios e sem consciência
Os psicopatas parecem fisicamente conosco, mas não possui consciência, muitas pessoas não experimentaramesse sentimento mesmo após matar uma(s) pessoa(s). Não conhecemos essas pessoas, porque utilizam disfarces perfeitos, que confundimos com seres humanos normais. Os psicopatas em geral são indivíduos frios, calculistas, inescrupulosos, dissimulados, mentirosos, sedutores e que visam apenas o próprio beneficio. Alem disso, são desprovidos de culpa ou remorso, e muitas vezes, revelam-se agressivos eviolentos. Na matemática desprezível dos psicopatas, só existe o acréscimo unilateral e predatório, e somente eles são os beneficiados. Os psicopatas faz um jogo tão atraente, que nos enganam e entram na nossa vida como verdadeiros anjos, e depois de algum tempo, somem der repente, e nesse meio tempo, sugou nossa energia vital, prejudicou nosso financeiro e emocional, e em certos casos, atévidas tirou.
Moreno alto, bonito e sensual.
Andréa conheceu Rafael e ele foi muito gentil, carinhoso e engraçado, essas característica, fez com que ela se apaixonasse por ele, ele mentiu muito a ele, e depois de um certo tempo, ele apenas roubou o que ela tinha na poupança e sumiu, e aí ela foi descobrir quem era o verdadeiro Rafael, um psicopata.
Cap. 3
Pessoas no mínimo suspeitas
Aqui a autoraconta a historia de Maria e Carla, a segunda pediu para passar alguns dias no apartamento da amiga, para que pudesse estudar e arrumar emprego, não melhores da intenção, Maria aceitou, e Carla, passando meses, nada de emprego arrumou, apenas usufruiu e abusou da boa moradia que Maria a fornecia, apesar disso parecer uma discrição perfeita de psicopatas, não podemos julgar Carla como uma ainda.Chorando suas pitangas
Depois de quinze anos, Carla mora em um apartamento sozinha, que seu pais na base do sacrifício o comprou, e nesse meio tempo, Maria descobriu que Carla é sim uma psicopata, e que ela, não faz nada mais nada menos, que pensar em seu próprio umbigo. Nos todos os dias, tentamos confiar numa pessoa, e sempre, ou pelo menos uma vez na vida, sofremos um doloroso “tombo” dessa...
tracking img