Resumo livro linguagem e ideologia - fiorin

Resumo do Livro
LINGUAGEM E IDEOLOGIA

Introdução

O autor José Luiz Fiorin diz que a lingüística é uma ciência autônoma que estuda a linguagem. Mas não se preocupa com as relações delinguagem e a sociedade, nem com a vinculação entre a linguagem e os homens. Sua preocupação é a analise das relações internas e os elementos lingüísticos. A lingüística estrutural viveu duas situaçõesdistintas e antagônicas, que foram: o fastígio e o declínio. Pois como está foi considerada ciência-piloto, muitos mudaram para outros ramos do conhecimento. Mais tarde este comportamento mudou, alingüística estrutural passou a representar um avanço nos estudos lingüísticos por suas praticas ideológicas.

Fez então um balanço do que havia ou não sido feito, também fez-se uma reflexão sobre alinguagem como instituição social, veiculo de ideologias, instrumento de medição entre homens e natureza. O autor cita o livro A crise da crise do marxismo, de Perry Anderson, onde mostra que alinguagem tem suas especificidades e que devem ser consideradas mesmo de maneira reduzida, pois a linguagem esta dividida em duas partes: língua e fala, mas o autor vai mostra que ainda há um terceiroelemento.

Este texto reflete as relações de linguagem e ideologia, logo não iremos focar em assuntos como a pronuncia de prestigio, a ligação da linguagem com as posições de destaque ou como anorma lingüística é usada como língua modelo. Ao refletir sobre a relação entre linguagem e ideologia vemos que Tácito historiador romano, ao narrar a revolta das legiões panônicas, liderados porPercênio ex-chefe teatral, Tácito desconsidera as reivindicações dos legionários por causa das habilidades de falar em publico de Percênio. Vemos este poder verbal de influencia em algumas autoridadesbrasileiras. Mas nosso objetivo é ver como a linguagem veicula a ideologia.



Marx e Engels dão as Primeiras Dicas

Segundo o autor, Marx e Engels, em A ideologia alemã, mostram que tanto o...