Resumo historia de jundiai

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2540 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1. O SURGIMENTO.



Jundiaí é uma cidade antiga, fundada há mais de 350 anos. O seu passado remoto que ainda está por ser desvendado, pois a historia de sua fundação ainda desafia os estudiosos. Contudo, a palavra tupi-guarani, que lhe serve de nome, guarda para sempre a origem indígena dos primitivos moradores da região.
Foi a partir das primeiras décadas do século XX que váriosestudiosos passaram a se interessar pelo passado das cidades paulistas, entre elas, JUNDIAÍ. As primeiras versões sobre a origem de sua povoação foi pela historia que em 1615, Rafael de Oliveira e a viúva Petronilha Antunes, naturais de São Paulo, migraram para aquelas terras desabitadas com suas respectivas famílias. Eram criminosos que, para escapar da justiça, internaram-se pelos sertões. Rafael deOliveira era bandeirante, tendo organizado várias expedições para a captura de índios.
A partir de registros e atas da Câmara Municipal de Jundiaí, e dos testamentos e inventários e dos registros de terras, a cidade foi fundada em 1639, como termo da Vila de Santana de Parnaíba.
Por mais de cem anos, Jundiaí foi um ponto de apoio e ligação na vasta rede de comunicações utilizadas pelosexploradores para captura de índios, busca de pedras e metais preciosos e, principalmente, foi um centro de abastecimento dos núcleos de mineração.
Assim, até alcançar o titulo de Vila em 1655, Jundiaí tinha a maior parte dos seus habitantes vários bandeirantes e famílias vinculadas à sociedade da Vila de São Paulo. Quando a cidade elevou-se a categoria de Vila, conquistou o direito de instalar os órgãospolítico-administrativos, dando inicio a administração política por seus próprios fundadores e descendentes. A Câmara Municipal concentrava todos os poderes públicos locais, e sua composição incluía: juiz, vereadores, procurador, almotacel e escrivão.



























2. INFLUÊNCIAS DA ARQUITETURA.

A princípio a arquitetura da cidade era feita comtécnicas e soluções indígenas, pois com o convívio com os índios em um ambiente ecológico desconhecido, os portugueses e seus descendentes os aproveitou para empregar em suas construções. Esse convívio entre colonizador e os nativos permeou bastante com as técnicas produtivas, rurais, de caça, e a própria linguagem que se formou nos séculos XVII e XVIII.
Em Jundiaí o fervor religioso se expressou nasedificações e capelas e igrejas. A tradição se fazia presente cada vez que um templo era erguido, e assim surgiram a Igreja Nossa Senhora do Desterro, em 1651, a capela de São Bento em 1667, a Igreja Nossa Senhora do Rosário, que já não existe mais, e a Igreja Santa Cruz, em 1839.
Durante o século XVIII, os proprietários de terras foram abandonando as lavouras de subsistência e substituí-laspela cultura da cana, e de construção de engenhos. Na região a produção se concentrava mais em Itu e Campinas, mas Jundiaí possuía vários engenhos em 1799.












Catedral Nossa Senhora do Desterro, 1900.















3. A ESTRADA DE FERRO.

Já em 1814, Jundiaí produzia, para exportar açúcar, aguardente e toucinho, o açúcar trouxe riquezase ascensão econômica e política para algumas famílias, sendo que o município abrigava a propriedade de grandes senhores de engenho.
A partir de 1854, alguns fazendeiros adotam a mão de obra imigrante, ao lado da escrava, com isso a produção de cana começa a decair e entra na era do café. A crescente importância do café na economia mundial atraiu investidores ingleses para a construção de umaferrovia que transportasse os valiosos grãos, assim surgiu um dos maiores empreendimentos ferroviários de todos os tempos, a Estrada de Ferro São Paulo Railway Company. Inaugurada em 1868, e ligando Santos a Jundiaí.
E o patrimônio arquitetônico das OFICINAS DA COMPANHIA PAULISTA atesta a participação dos trabalhadores ferroviários no processo de urbanização da cidade no inicio do século XX. A...
tracking img