Resumo filme v de vingança

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas: 5 (1003 palavras)
  • Download(s): 0
  • Publicado: 19 de abril de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAS APLICADAS DE CASCAVEL – UNIVEL
CURSO: DIREITO
DISCIPLINA: COMUNICAÇÃO JURÍDICA
PROFESSORA: MÁRCIA SOUZA
ACADÊMICO (A): Kessyara J. Rodrigues, 1ºano “A”, matutino

ANÁLISE CRÍTICA DO FILME “V” DE VINGANÇA

O filme “V” de vingança, no original, “V” de Vendetta é baseado em uma série de histórias em quadrinhos, de mesmo nome, criada por Alan Moore (roteirista) eDavid Lloyd (arte), na década de 80. Este chegou às telas do cinema brasileiro no ano de 2006, dirigido por James McTeigue e produzido pelos irmãos Wachowski e por Joel Silver. A história do filme se passa em uma Londres futurística, no século XXI, onde o Chanceler Adam Sutler (John Hurt) impõe um governo autoritário e opressor sobre o Reino Unido, lembrando Adolf Hitler na época do Nazismo naAlemanha, sendo essa comparação feita também em muitas outras partes do filme como os campos de concentração, a polícia secreta, o controle da mídia existente tanto no fictício como no real. Nesse contexto, surge no filme um anti-herói de codinome “V” (Hugo Weaving), que após sobreviver a um incêndio em um antigo campo de concentração, almeja vingança contra o atual regime e planeja explodir oParlamento Britânico em busca também da liberdade através da revolta da população. Ele se baseia na fracassada tentativa feita por Guy Fawkes, em 1605 na “Conspiração da Pólvora”, quando este também tentou explodir o parlamento como forma de revolta contra o governo, no entanto, Fawkes foi descoberto e condenado a forca, no dia cinco de novembro do mesmo ano. A trama começa quando “V” após os últimosretoques em sua máscara de Guy Fawes, se prepara para ir explodir a estátua no alto do Old Bailey, um símbolo de justiça que para “V” estava corrompido pelo poder, no seu trajeto resgata Evey (Natalie Portman), dos “homem-dedo” levando-a consigo para ver a sua primeira explosão, esta envolta por música clássica e fogos de artifícios. O Chanceler envia o inspetor da Polícia Eric Finch (Stephen Rea)para capturá-lo. No decorrer do filme, todos os personagens inclusive “V” passam por grandes transformações, estas não impedem que no fim alcancem seus objetivos.
No filme percebemos várias mensagens embutidas, entre elas o poder que as palavras possuem e se bem empregadas, pode-se conseguir várias coisas, como chegar ao poder. Fatos também são omitidos, histórias criadas, mentiras contadas. Comoo próprio “V” diz: "As palavras sempre manterão o seu poder." A ideologia de “V” é arquitetada com vários símbolos, inclusive um discurso feito por ele ao invadir a emissora de TV, para falar com a população na intenção de acabar com o consentimento das pessoas para com o governo autoritário de Adam Sutler, ele então as convoca para unir-se a ele no parlamento no ano seguinte, na mesma data cincode novembro, onde o explodiria. A mídia que era a principal fonte de informação, transmissão de palavras, instantes antes da invasão de “V” no prédio da emissora, jornalistas, redatores e políticos criaram uma falsa história para o motivo da explosão do monumento, destruído pelo anti-herói horas antes, relataram que a demolição era necessária por se tratar de um monumento muito velho podia colocarem risco a população, citando até engenheiros que concordavam com esta. As mentiras contadas pelo governo visando uma sociedade perfeita eram meramente ilusórias, pois a população era submissa, acreditava em tudo o que diziam para ela, por medo ou por já estar acomodada com a situação, ela não possuíam voz, o povo não era ouvido, pois nada diziam, eles não tinham coragem de enfrentar oparlamento, pois quem se opunha sofria retaliações severas como os pais da personagem Evey, que lutaram contra o regime e acabaram mortos. As mentiras são formadas por palavras e só é dita quando alguém teme o que a reação com a verdade pode causar.
Isso nos remete a outra parte importante tratada no filme, o governo autoritário do Chanceler Adam Sutler, em sua forma “Hitlerrizada” como já citado...
tracking img