Resumo escolas comportamentalista e estruturalista

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (415 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
A Escola Comportamentalista (ou Teoria Behaviorista) da Administração trouxe uma nova direção e um enfoque dentro da teoria administrativa: a abordagem das ciências do comportamento o abandono dasposições normativas e prescritas das teorias anteriores (Teoria Clássica, Teoria das Relações Humanas e Teoria Burocrática) e a adoção de posições explicativas e descritivas. A ênfase permanece naspessoas, mas dentro do contexto organizacional mais amplo.
Para explicar o comportamento organizacional, a Teoria Comportamental fundamenta-se no comportamento individual das pessoas. Para explicar comoas pessoas se comportam, estuda-se a motivação humana. Os autores behavioristas verificaram que o administrador precisa conhecer as necessidades humanas para melhor compreender o comportamento humanoe utilizar a motivação humana como poderoso meio para melhorar a qualidade de vida dentro das organizações.
A Escola Comportamentalista se opõe a Escola de Relações Humanas e não aceita a visãoromântica dos estudiosos da Escola de Relações Humanas.
A polarização en­tre as concepções da Escola Clássica e da Escola de Re­lações Humanas e a insuficiência de ambas em enfrentarem os novos problemassurgidos no campo da administração prepararam também o terreno para o surgimento das concepções estruturalistas e o apa­recimento da escola de mesmo nome.Apoiados nas concep­ções de Max Weber, osestruturalistas desenvolveram um método analítico para a compreensão da dinâmica das organizações abordando as situações como uma totalidade: o todo não é a soma das partes ou o resul­tante de uma simplesjustaposição de seus componen­tes.O foco se desloca para a posição que cada parte ocupa no todo, e as relações que elas estabele­cem entre si.
Se para a Escola Clássica o mais relevan­te no serhumano seria seu comportamento de homem econômico, e para a Escola de Relações Humanas, o homem social, para a Escola Estruturalista, a caracte­rística fundamental seria o homem organizacional, ou seja,...
tracking img