Resumo - do petismo ao lulismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3475 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
DO PETISMO AO LULISMO

Ao nos referimos principalmente à política econômica adotada pelo PT que tanto atacou o governo FHC, é que o seu governo pode ser comparado ao ato de tocar violino, ou seja, ele pegou o governo (violino) com a esquerda e o toca com a direita. Ao dizer que agora deve ter responsabilidade pois agora são governo. Ele diz implicitamente que as bravatas que soltava quandoera oposição agora deverá ficar a cargo da sua oposição, que ele nunca poderá cumprir tudo aquilo que prometia.
Fica patente que o governo do PT certamente não será muito diferente do que tivemos, e de fato esse governo só dará certo se ele conseguir resistir, nos primeiros anos, às reivindicações de suas bases eleitorais. Uma de suas âncoras, certamente está sendo o Ministro Antônio Paloccique tem até agora se mostrado coerente com o modelo econômico que a atual conjuntura pede e que não aflige os investidores internacionais e caso haja uma reviravolta, a culpa será menos do Palocci e sim por conta das interferências política.
No plano interno, a popularidade do presidente continua acentuada e no plano internacional a apresentação de ideais como a universalização do fomezero vem sendo muito admirado pelos sociólogos, mas precisa de uma melhor formulação fora de um utopismo exagerado que se não for trabalhado ridicularizará o presidente perante chefes de Estados mais realistas.
Até o momento, a relação do governo com o FMI tem sido coerente, pois Lula parece ter entendido que a nossa economia é muito grande e entrelaçada internacionalmente para se dar aoluxo de bravatas. Apesar de o núcleo duro estar sintonizada com essa linha de pensamento, outros setores do governo ainda permanecem amarrados a crenças do passado, na ingênua esperança de que é possível romper com o mundo exterior para poder alavancar um crescimento autóctone. Estamos certo de que se haver crescimento com econômico com a sangria de bilhões de dólares para pagar as dívidas, comoacusam os contrários a política econômica em curso, é impossível haver crescimento desligado do mundo real.
Existem muitas pessoas, a começar pelo vice-presidente que abominam a política econômica adotada pelo ministro palocci e “pedem a sua cabeça incessantemente”. Porém é melhor o governo enxergar que a percepção que os investidores internacionais tem em relação á saúde do governo Lula estáintimamente ligado ao futuro do ministro Palocci. Ele é o avalista do governo, e tudo que diz respeito a ele tem repercussões em nossa economia.
Essa percepção sempre foi vista e admirada pelo próprio Palocci que sempre disse que o seu antecessor Pedro Malan mereceria uma estátua por ter renegociado as dívidas dos estados, e ter aprovado a Lei de Responsabilidade Fiscal. Palocci acrescentaque é imprescindível a política econômica a longo prazo. Ele acha que, se o país permanecer nessa rota, reduzindo a vulnerabilidade externa também com os saldos na balança comercial e cortando com segurança os juros para permitir um crescimento sustentado e a redução da dívida pública, o país “explode” nesse período.
Ainda bem que esse governo é de coalizão, porque se não o fosse, aortodoxia petista nos levaria ao caos na economia. De fato o que mais preocupa José Dirceu com o corte de gastos, é a eficiência dos programas de governo, ainda mais com as eleições municipais de 2004. Quer ele afrouxar o controle dos gastos públicos para poder executar com boa margem de manobra os acordos políticos que vem costurando com os partidos aliados, especialmente o PMDB.
Parece queagora que se é governo tudo é mais difícil de se organizar. Mais uma demonstração do “choque de realidade” foi dita por Dirceu que afirma de que só com a desvinculação da previdência o salário mínimo poderá ter aumentos reais, acima da mera reposição da inflação.
Palocci está na crista da onda. A política econômica chegou perto das eleições municipais trazendo dividendos políticos para o...
tracking img