Resumo do livro o que é ideologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1815 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Escola de Comunicação –UFRJ
Disciplina: Teorias da Comunicação II
Aluna: Thaís Imbuzeiro Dantas















Resumo do livro “ O que é ideologia?”, de Marilena Chauí

























Rio de Janeiro
Novembro/2012

O QUE É IDEOLOGIA?

1. Exemplos
1. Teoria das quatro causas
Elaboradas por Aristóteles, foi a formaencontrada pelo filósofo para explicar o movimento, que é toda e qualquer alteração de uma realidade. Segundo o pensador, haveria uma causa material, a causa formal, a causa motriz ou eficiente e a causa final, sendo a relação entre essas quatros a explicação de tudo o que existe, o modo como existe e se altera, e a finalidade para qual existe.
Vale ressaltar que as quatro causas estãorelacionadas de forma hierárquica, não possuindo o mesmo valor, e a causa final sendo vinculada à ideia de uso, que depende da vontade de quem ordena.


2. Idéia como realidade histórica e social
É comum a formação de ideias de forma independente da realidade histórica e social, fazendo com que estas sirvam para explicar a realidade, o que é uma inversão, já que é a realidade que tornaas ideias compreensíveis.
3. O real não é constituído por coisas
Ocorre uma fusão entre a significação e o físico-material, entre a unidade de um ser e de seu sentido, criando um campo significativo para as “coisas”. Porém, estas coisas não constituem a realidade, mas sim as ideias que as geraram ou este campo semântico atribuído a elas.
4. Empirismo X IdealismoEmpirismo, que em sua origem quer dizer experiência dos sentidos, considera que os fatos ou coisas palpáveis para o observador formam o real, e que o conhecimento desta realidade se reduz a experiência dos sentidos que são responsáveis por formar as ideias no cérebro humano.
Já o Idealismo tem o real como ideias ou representações e que este conhecimento da realidade é reduzido a umaanálise da consciência, tida como a produtora dessas ideias que dão sentido à realidade.
“A realidade é considerada como um puro dado imediato: um dado dos sentidos, para o empirista, ou um dado da consciência, para o idealista. O real (...) é um processo.”


5. A História X Realidade Social
Tida como a forma de criação da existência, a história é práxis, ela é o real, overdadeiro movimento, que muitas vezes é ocultado do povo, através de ideologias que legitimam determinadas condições sociais de dominação e exploração.


2. O termo Ideologia


1. Elementos de ideologia
Usado pela primeira vez por Destutt de Tracy, o termo ideologia apareceu no titulo do livro Eléments d’ Idéologie. O conceito da palavra vinha como a ciência da gênese dasidéias, formulado por De Tracy, Cabanis, De Gérando e Volney.
No livro, De Tracy analisa os efeitos das ações voluntarias, tratando as ideias como fenômenos naturais que se relacionam com o meio ambiente através do corpo humano para prover necessidades materiais.


2. Influencias da moral sobre o físico
Médico, Cabanis alia seus estudos da Ideologia à sua profissão e buscaencontrar a influência do cérebro sobre o resto do organismo, e acredita nas condições de progresso disponibilizadas pela Natureza.


3. Sentido pejorativo – Napoleão/ Marx
Após ter sido apoiado pelos ideólogos franceses, Napoleão Bonaparte foi responsável por deturpar o sentido de ideologia e ideólogos, afirmando que as desgraças que atingiam a França eram culpa da ideologia,metafisica que buscava fundar a legislação dos povos.
Cabe lembrar, porém, que Marx mantém este significado atribuído por Napoleão para criticar os ideólogos alemães, considerando estes aqueles que invertem as relações entre a ideia e o real.










4. Comte: Sentido original e transformação do espírito humano
Um sentido parecido com o original voltou a ser usado por...
tracking img