Resumo do livro o que é ética

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1125 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
RESUMO: O QUE É ÉTICA? ÁLVARO L.M.VALLS.

O livro O que é ética? de Álvaro L.M. Valls, aborda o tema ética. Constantemente vivenciamos situações em nosso dia a dia que nos colocam frente a princípios éticos O autor busca tratar sobre os problemas da ética, trata do conceito de ética como uma reflexão científica, filosófica e teológica sobre os atos humanos, ou mais profundamente a própriavida, quando conforme os costumes considerados corretos. Segundo ele, os problemas da ética podem ser separados em dois campos: Os problemas gerais e fundamentais (liberdade, consciência, valor, lei) e os específicos (como os da ética profissional, política, sexual, matrimonial, bioética). Isto apenas didaticamente, pois na vida real esses problemas vêm todos juntos. Quando o autor fala de umcomportamento eticamente correto, trata de um comportamento que segue os costumes correntes, enquanto esses costumes têm força para coagir moralmente e socialmente. Especificamente ética parece ser absolutamente fundamental. Os costumes mudam e o que ontem era considerado errado hoje pode ser aceito. Quem se comportasse de maneira discrepante, divergindo dos costumes aceitos e respeitados, estaria noerro, pelo menos enquanto a maioria da sociedade ainda não adotasse o comportamento ou costume diferente.

Segundo Valls a humanidade só refere por escrito depoimento sobre as normas de comportamentos (e teorias) dos últimos milênios, embora os homens já existissem há muito tempo. Mas é importante lembrar que as grandes teorias éticas gregas também traziam a marca do tipo de organizaçõessociais daquela sociedade, as mesmas ajudam a compreender a distância entre as doutrinas éticas escritas pelos filósofos. Os nomes que ilustram essa fase são Platão e Aristóteles. O primeiro trata da ética como a busca pela felicidade. A Grécia antiga não tinha uma idéia definida de vida após a morte, por isto vivia pelos prazeres. Logo, Platão buscava a felicidade pela contemplação das idéias(dialética) e pela assimilação de Deus. Platão citou quatro virtudes principais: Justiça (a virtude geral que ordena e harmoniza), Prudência (a virtude que própria da alma racional), Fortaleza (a virtude que faz com que as paixões mais nobres predominem) e Temperança (a virtude da serenidade). A ética de Aristóteles era finalista e eudemonista, ou seja, marcada pelos fins que devem ser alcançados para queo homem atinja a felicidade. Para alcançar a felicidade, o homem precisava de certos bens, como amizade, saúde, alguma riqueza.
A religião é a ética normativa, nas religiões antigas a ação humana era regida pela natureza Os judeus agiam de acordo com a vontade de Deus, assim como os cristãos, que pregavam o amor ao próximo, mas de uma maneira mais sublime que o conceito de amor por outrasreligiões. O autor cita Kant, pois este filósofo acreditava que o ser humano deveria ser um fim, não um meio, o que reforça a idéia do respeito ao ser humano. Já Hegel, Kierkegaard, Marcel e Buber procuraram relacionar a ética com a religião. Kierkegaard pregava a vivência da ética, praticando tudo o que se aprendia. Marx fala de redenção, amor ao próximo, a vinda do Reino de Deus. Feuerbach acreditavaque a religião só estaria ao alcance dos instruídos.
Para Platão o ideal ético era buscar o conhecimento e fazer o bem. Aristóteles acreditava numa vida virtuosa. Os estoicos viviam de acordo com a natureza para estar em harmonia com o cosmo (que significa ordem). Os epicuristas viviam para os prazeres. O cristão vive em função de Deus, e tem o ideal ético no espírito, focado naredenção. No renascimento e no iluminismo, o ideal ético é viver de acordo com o conceito de liberdade de cada um. Hegel pregava uma vida livre dentro de um Estado livre e de direito.
Em um primeiro momento, a ética lembra responsabilidade, embora não se possa falar de responsabilidade sem a possibilidade de liberdade do homem. Quando se fala em determinismo, principalmente no fatalismo, não...
tracking img