Resumo do livro o monge e o executivo

INTRODUÇÃO

Esse seminário abordará a importância da liderança e do bom relacionamento entre líder e empregado.
Iniciarei com uma descrição geral sobre o livro. Em segundo lugar, vamos nos ater especialmente ao personagem principal e os ensinamentos que um lendário empresário agora irmão em um mosteiro localizado perto de um lago em Michigan.
E, ainda, veremos os grandes ensinamentos queirmão Simeão tem para John e para nós. Por fim, saberemos diferenciar líder de gerente, autoridade de poder, definir habilidade e influência e saber a importância da confiança para um bom relacionamento entre as pessoas de convívio comum.
O Monge e o Executivo: uma história sobre a essência da liderança é um livro que conquistou muitos leitores no Brasil e no mundo.
O termo liderança, algumasvezes é reportada como “liderança servidora ou a verdadeira liderança” — uma concepção de liderança que se tem popularizado recentemente em empresas e organizações, embora, segundo o relato, exista desde tempos remotos.
A obra relata o encontro-retiro, durante uma semana, de líderes de diversos setores sociais num mosteiro ao norte de Michigan, com a finalidade de aprender a essência da verdadeiraliderança.
O relato inicia com John Daily, um personagem fictício a representar um homem bem-sucedido, gerente-geral de uma importante indústria de vidro plano que conta com mais de quinhentos funcionários e mais de cem milhões de dólares em vendas anuais.
















Prólogo

John é casado, há dezoito anos, com Rachel, psicóloga, que lutara contra a infertilidade durantevários anos. Adotam um menino a quem chamam John. Passam-se dois anos e, inesperadamente, sua esposa engravida e nasce Sara.
A família aparenta estar equilibrada em todos os sentidos, mas as coisas não eram exatamente como pareciam ser. Em seu trabalho, também encontrava problemas, estava passando por um momento difícil. Rachel sugere que ele se afaste durante alguns dias para refletir e colocarordem nas coisas. Até que um pastor recomenda-lhe um retiro num mosteiro cristão, chamado João da Cruz, localizado perto de um lago, em Michigan, que abrigava de trinta a quarenta frades. Um deles era Leonard Hoffman, famoso empresário estadunidense que abandonara o mundo dos negócios para se tornar monge, em busca de um novo sentido para sua vida — fato que chama muita atenção de John. Ele decideaceitar a sugestão do pastor e de sua esposa.
Ao chegar ao local, John Daily informa-se das regras locais para os sete dias de permanência. Lembra-se de perguntar por Leonard Hoffman, quer conhecê-lo, conversar sobre vários assuntos. Descobre que, ali, Hoffman tem um nome diferente: Simeão, nome que o tem acompanhado, aparentemente por estranha coincidência durante toda a sua vida. Podemos notar,nós leitores, que o autor se utilizou propositalmente de um ambiente muito interessante para passar-nos lições de liderança. Um mosteiro onde todos os frades possuem o mesmo status: ninguém é melhor ou pior que ninguém. Há, porém, um reitor, o líder que eles escolhem, o qual é responsável por dar a palavra final em todos os assuntos.
Isto faz da pequena comunidade um local onde os hábitos erelacionamentos sejam respeitosos e saudáveis. Outro fator interessante é que há uma preocupação constante em cumprir as ordens, tais como horários e o dever que os frades têm em fazerem as refeições juntos. Dessa forma, é fácil perceber que no mosteiro, além de um local extremamente calmo, todos trabalham e vivem entusiasticamente em equipe.

Capítulo Um

As Definições

No primeiro capítulo dolivro John e os outros participantes do retiro estão se adaptando ao ambiente e participam da primeira reunião com o irmão Simeão, que se mostra um homem respeitoso e pronto para partilhar suas experiências, seu conhecimento e pronto também para ouvir a opinião dos participantes e assimilar suas ideias e intervenções, é falado essencialmente das qualidades de um bom líder, o respeito entre o...
tracking img