Resumo do livro a política de aristóteles

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1773 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Universidade Federal de Alagoas. Aluno:Gustavo Mendonça Ataíde Gomes 1° semestre

Resumo. Aristóteles, A Política. Escala educacional, série filosofar.

Livro 1.

Capítulo 1: Neste capítulo o autor descreve as relações do senhor com o escravo e do marido com a mulher, comparando-as pela natureza de servidão, pois segundo ele o escravo que não possui conhecimento suficiente é obrigado aservir assim como a mulher. Descreve também a necessidade que os homens possuem de viver em sociedades na busca de uma melhor situação de vida e a formação de cidades auto-suficientes com a união de pequenos burgos (sociedade primitiva formada por muitas famílias) onde o estado pela ordem natural deve ser colocado antes da família e do próprio individuo, sendo a justiça a base dessa sociedade,mostrando assim que o homem e um animal político por natureza. Capítulo 2: Descrição da economia doméstica onde existe a autoridade do senhor, a autoridade material, a procriação de filhos e arte em acumular fortuna, nesta economia a única diferença entre o homem livre e o escravo é aquilo que esta imposto pela lei, sendo que o próprio autor considera essa diferença injusta e violenta, porém explicandodepois que o escravo é a penas um instrumento de uso por ser algo possuído e com a mesma utilidade dos animais domésticos. A autoridade doméstica e tida como uma monarquia por toda família ser governada pelo homem.

Capítulo 3: Estudo da propriedade em geral e aquisição dos bens, onde é colocado que a ciência de adquirir é diferente da ciência da economia, já que uma tem por objetivo fornecer osmeios e a outra usa-los. Também por a arte de adquirir ser infinita já que sendo a moeda um objeto de troca a riqueza que resulta dela é ilimitada, enquanto a ciência econômica é limitada pois é necessário que esta possua um limite de riqueza. Aristóteles explica a guerra como uma forma natural de conquista dos homens que destinados pela natureza a obedecer e não o fazem.

Capítulo 4 :Aprofundamento na ciência da riqueza, citando as artes dessa ciência que são: o comércio, a usura e o salário. Além da necessidade de monopólio econômico, que os estados muitas vezes são obrigados a realizar para a manutenção de uma estabilidade política.

Livro 2:

Capítulo 1: Forte crítica ao livro República de Platão, onde se destacam as críticas a unidade das cidades por estas não possuíremelementos absolutamente semelhantes e terem por único objetivo suprir a existência da unidade familiar e individual; a igualdade socioeconômica, pois segundo o autor a perpetuação do poder é incompatível com essa condição e que algo que tem sua posse comum a todos perde o valor já que o ser humano só dá importância a propriedade comum com base no interesse pessoal; e a passagem dos filhos dos artesãose lavradores a classe dos guerreiros onde para ele haveria uma completa desordem, pois os guerreiros não possuíram mais laços de parentesco que evite que eles se ofendam mutuamente.

Capítulo 2:

Dissertação sobre a melhor opção para a propriedade, onde há uma comparação entre duas das melhores opções: particulares possuíram as terras, mas os frutos e serão retirados e consumidos por todos ouque as terras sejam comuns e os frutos sejam repartidos dependendo da necessidade individual. Onde o autor conclui que se as terras são cultivadas por outros que não sejam cidadãos a problema será de solução mais fácil, mas se as terras forem cultivadas por conta própria haverá um grande descontentamento já que os que trabalham muito e recebem pouco nunca ficaram satisfeitos por alguns trabalharempouco e receberem muito, então segundo Aristóteles a melhor forma de posse seria a junção das duas formas já citadas, na qual teremos ao mesmo tempo a posse individual e a comum onde os trabalhos da cultura serão divididos aumentando assim o valor da terra, já que todos irão trabalhar como se as terras fossem suas. Para Aristóteles um sistema de igualdade política destruiria duas virtudes a...
tracking img