Resumo do livro pedagogia da autonomia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1959 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O livro Pedagogia da autonomia do professor Paulo Freire, relata às práticas pedagógicas essenciais a educação como forma de resultar em autonomia, partindo do educando, respeitando sua cultura, seu conhecimento e sua maneira de entender o mundo do seu jeito. Visando que essa prática educativa, deve vir sem fins lucrativos, sem discriminações de uma forma geral. Assim vemos a importância dorespeito às diferentes posturas profissionais, também, da necessidade da busca de conhecimentos e a reciclagem. Ele da ênfase citando uma frase que relata sobre a esperança e o otimismo, que são necessários para mudanças dentro deste contexto e não deixar se acomodar jamais.
Com vários tipos de exemplos vemos a diferentes modelos de educadores, sendo eles: críticos, conservadores e progressistas.O professor tem que sempre estar atentos, verificando se está respondendo as necessidades dos saberes comuns, tais como: saber dosar a relação teoria e prática; criar possibilidades para os alunos produzir ou construir conhecimentos, ao invés de simplesmente transferir os mesmos; reconhecer que ao ensinar, se está aprendendo; e não desenvolver um ensino de "depósito bancário", onde apenas seinjetam conhecimentos nos alunos.
Deixa explicita a necessidade de uma reflexão crítica sobre a prática educativa, sendo assim sem essa reflexão, a teoria pode virar apenas palestras.
Ressalta um ponto muito relevante sobre a mente aberta a novas informações, não ficar presos e convictos as nossas certezas; lembrando sempre o novo conhecimento pode acrescentar alguma coisa, ou até uma novaforma de pensar. Por isso, vemos a necessidade dos professores sempre exercer o hábito de reciclagem, sempre estando atualizados, passando informações com excelência aos alunos, despertando a curiosidade e o interesse em se aperfeiçoar, juntamente com a capacidade de avaliação, criticas e desenvolvimento resultando em crescimento.
Toda teoria deve ser coerente com a prática cotidiana do alunoe do professor, que passa a ser um modelo influenciador, ressaltando na verdadeira formação docente devendo estar presentes no exercício e na critica, juntamente com o reconhecimento das emoções, sem frieza, mas o simples fato de aprender e receber conhecimentos.
Deve estar claro no pensar, qualquer rejeição a todo tipo de discriminação, sendo um professor critico e puro ao mesmo tempo, daívem o pensar certo, a importância de propiciar condições de evolução, em todo o sentido.
A experiência de assumir-se como uma pessoa social e histórica, que pensa, se comunica, tem sonhos, que tem raiva e que ama. Acredita que a educação é uma forma de intervenção no mundo, que não é neutra, nem indiferente, mas que pode implicar tanto no desmascaramento da ideologia dominante como mantê-la.O autor também ressalta o quanto pode representar um determinado gesto do professor na vida de um aluno, já que nas escolas fala-se exclusivamente do ensino dos conteúdos e não há uma ampla compreensão do que é educação, e do que é aprender, ensinar não somente, mas respeitar os saberes do educando e aos seus interesses e realidade também.
Construindo um saber junto ao educando depende darelevância que o educador dá ao contexto social, à tradição da comunidade à qual ele trabalha para conseguir aproximar os conteúdos da realidade vivida, compondo um diálogo aberto com os alunos.
Segundo o autor, ensinar não é transferir conhecimento, mas criar as possibilidades para sua própria produção ou a sua construção, retornando em sua fala a necessidade dos educadores criarem aspossibilidades para a produção ou construção do conhecimento pelos alunos, num processo em que o professor e o aluno não se reduzem à condição de objeto um do outro.
Esse raciocínio existe porque somos seres humanos, temos consciência que somos inacabados é esta consciência que nos motiva a pesquisar, conhecer e mudar.
Passamos assim, a ser sujeito e não apenas objeto da nossa história, pois não...
tracking img