Resumo do livro mentes perigosas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3128 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de dezembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Mentes Perigosas – O Psicopata mora ao lado
O livro “Mentes Perigosas – O psicopata mora ao lado”, de Ana Beatriz Barbosa Silva, objetiva expor ao leitor como funciona a mente de pessoas que tem atitudes psicopatas para que nós, pessoas comuns e de boa índole, possamos aprender a identificá-las e conseqüentemente, aprender a nos proteger de seus atos maldosos, porém inerentes à sua natureza.Em relação a essa inerência a sua natureza, Ana Beatriz inicia o livro expondo uma história para nos instigar a curiosidade pelo assunto. Trata-se da história do sapo e do escorpião. Resumindo a história, o escorpião pede ao sapo que o leve ao outro lado do rio. O sapo, conhecedor do passado do escorpião, se nega alegando que o mesmo irá injetar o seu veneno nele. O escorpião, com sua lábia,convence o sapo de que ele não irá fazer isso visto que, se o fizer, também se prejudicaria. O sapo, bondoso, então o coloca em suas costas e o leva ao outro lado do rio e ao chegar lá, o escorpião lança seu veneno no sapo que, antes de morrer, ainda consegue perguntar ao escorpião por que fizera isso, onde que o mesmo responde que agiu conforme sua natureza.
Ana Beatriz começa fazendo umcomparativo entre o comportamento destes seres e o das pessoas. A autora esclarece que o termo “psicopata” causa nas pessoas, a primeira impressão, de que se trata de alguém com estigma de mau, mal vestido, cara de bandido, de criminoso. Porém, esta definição não é verdadeira e reconhecer um psicopata é mais difícil do que se parece, pois eles são especialistas em enganação. O livro explica que ascaracterísticas dos psicopatas é que são pessoas frias, insensíveis, manipuladoras, perversas, transgressoras de regras sociais, impiedosas, imorais, sem sentimento de compaixão, culpa ou remorso. E estas pessoas estão em todos os lugares, no nosso convívio, trabalham conosco, são nossos superiores, nossos subordinados, até mesmo da nossa família, independente do sexo, raça ou nível social. Fazem tudo davida cotidiana que as pessoas “do bem” fazem. Os psicopatas são capazes até de chegar a matar, sem posterior arrependimento ou medo do que possa vir a acontecer. O perigo para a sociedade está nos psicopatas que vivem como se fossem pessoas comuns, sendo capazes de arruinar empresas, famílias, sonhos, porém não matam. E é aí que está a dificuldade em serem descobertos. Também por serem pessoasbonitas, charmosas, interessantes, sedutoras, não sofrem suspeita. Existem vários níveis de psicopatas. Os leves, que se limitam a trapacear, aplicar golpes e pequenos roubos, mas matam. Tem os moderados e os severos que “põe a mão na massa” e sentem prazer com seus atos brutais. Existem outras denominações para estas pessoas como sociopatas, personalidades anti-sociais, personalidades psicopáticas,dissociais, amorais, etc, mas no fundo tratam de um mesmo perfil. Os psicopatas sabem perfeitamente o que estão fazendo. Apenas seus sentimentos é que são deficitários, pobres, sem afeto.
No decorrer do livro são apresentados casos que a autora teve acesso através de sua profissão, casos vinculados na imprensa e ela esclarece que não está afirmando que em cada caso as pessoas são necessariamentepsicopatas, mas sim que são mostrados exemplos que pessoas cujas atitudes, seus comportamentos são tipicamente de pessoas psicopatas, desde o nível leve ao moderado e ao severo. Mesmo que alguém tente justificar as atitudes dessas pessoas como conseqüências de falhas nos nossos sistemas de educação, política, e organização familiar, a autora afirma que esses argumentos são insuficientes paraexplicar a psicopatia.
No capítulo 1, que fala sobre razão e sensibilidade: um sentido chamado consciência, ela explica como iniciou seu interesse por esse assunto. Ela era estudante de medicina e assistiu uma palestra sobre consciência. Tinha acabado de sair do plantão que fizera na madrugada anterior e quase desistiu de participar. Porém, quando o palestrante iniciou, ela se interessou tanto que...
tracking img