Resumo do livro ler, pensar e escrever de gabriel perisse

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1520 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Resumo do livro : Ler, Pensar e Escrever de Gabriel Perissé.

O livro tem como objetivo motivar o leitor a pensar por conta própria, a ler um pouco melhor e como consequência adicional escrever com precisão e espontaneidade.
Ler é mais do que necessário, é enriquecedor e imprescindível.
No Brasil costuma-se dizer que as pessoas leem muito pouco, falam mal e escrevem pior ainda.
Diante dodesinteresse mais ou menos generalizado pelo livro que é um problema mundial, cuja a raiz está na educação familiar e escolar, professores em desespero de causa, costumam cometer um erro fatal, impõem a todos os jovens que leiam os mesmos livros.
O livro se converteu em símbolo de constrangimento, estorvo e fracasso. A educação formal gerou analfabetos funcionais, para o resto da vida só lerão “ de vez emquando “: manuais técnicos, o caderno de esportes do jornal, a revista mensal, o Best-seller do momento.
O hábito de ler é um caminho andado para uma pessoa ser intelectual e socialmente saudável.
Crianças que desde os primeiros anos de vida, se habituam a manusear livros infantis e com o tempo conhecem autores estimulantes, se tornarão pessoas que sentem um imenso prazer na leitura, porqueexperimentaram esse prazer de modo adequado ás etapas da sua vida, e em doses certas, até o ponto de tomarem consciência de que, juntamente com o prazer que oferece, a leitura transmite raciocínios, faz germinar ideias, ensina silenciosamente a escrever e a falar com clareza, estimula a imaginação, amadurece a sensibilidade etc.
Se por algum motivo não tivemos a sorte de percorrer esse suave planoinclinado, e subitamente fomos obrigados a ler autores que nada nos diziam, criando em nós uma verdadeira alergia aos livros, a possível solução, para já, e tentar descobrir, sem medo de nos decepcionar, uma leitura que de verdade nos faça sentir prazer.
Lembramos o conselho do escritor Ítalo Calvino: escolhamos nossos “clássicos pessoais”, livros que lemos com interesse, dos quais falamos sempre esempre recomendamos. Livros que temos por perto e relemos, não por obrigação, mas por amor.
Um modo prático e criativo de leitura ...consiste em ler com lápis ou caneta na mão. Em outras palavras: lê bem quem escreve enquanto lê.
Além de procurarmos ideias e sentimentos, lemos para apurar nosso senso crítico e formar opiniões pessoais.
Leitura proveitosa é a que nos favorece o pensar, o querer e osentir, que estimula, que inspira, que provoca a inteligência, à vontade e a sensibilidade. O leitor que lê com empenho total de si mesmo localizará os trechos nucleares do livro, aos quais retornará em outras varias ocasiões, a vida inteira, a fim de compreendê-los a fundo, penetrando-lhes a essência.
Fazer escolhas. Assumir uma agenda de leituras. Organizar uma biblioteca pessoal. A primeirasugestão nesse sentido é não se impressionar com a lista dos “mais vendidos”, divulgada pela imprensa e em geral atrelada à moda descartáveis.
O leitor assíduo e dedicado vai tomando posse da herança humana que se transmite através do livro. Quem muito lê vai reunindo em si mais lembranças e conhecimentos do que se tivesse mil anos de idade. Vai se universalizando no tempo, e também no espaço. Todoanimal que vem ao mundo é o primeiro e o único animal, na medida em que traz gravado no seu instinto tudo o que pode ser. O homem não. Cada nova pessoa a surgir no mundo precisa voltar-se para a tradição, para os seus antepassados, precisa recuperar para si mesma tudo o que de bom, verdadeiro e belo os seres humanos já conquistaram.
Para pensar por conta própria é preciso analisar as contasalheias, pensar e repensar o que os outros já pensaram.
E quem pergunta e não pensa torna-se, voluntariamente, escravo do pensamento alheio.
Escrever é reunir a vida nas palavras. Escrevemos aquilo que conseguimos pensar através da experiência pessoal. Quem conhece mais a realidade adquire mais palavras para indicá-la e identificar os seus matizes, a sua complexidade.
“Conheça-se a si mesmo”, eis uma...
tracking img