Resumo do livro “antropologia para quem não vai ser antropólogo”

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1710 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Resumo do Livro “ANTROPOLOGIA PARA QUEM NÃO VAI SER ANTROPÓLOGO”

1. I. O que é? Como surgiu? 2. 1. O que é Antropologia? O estudo das Ciências Sociais é motivo de grandes questionamentos quanto a sua utilidade. Afinal, o desconhecido de tal matéria é praticamente geral, mesmo entre os estudantes. Além de que existe um grande pensamento equivocado em relação ao protótipo do antropólogo, ondeele é visto como alguém da selva, em busca de aventuras e de desvendar histórias. E muitas pessoas também os confundem com outros tipos de profissionais relacionadas com a pesquisa histórica, como os arqueólogos, ou até com os paleontólogos, ao imaginar que eles estudam os fósseis ou algo relacionado. Outra complicação à cerca da Antropologia é quanto ao significado de seu nome, que diz ser o estudodo homem, mas atualmente este é um conceito inválido, mesmo porque não tem um sentido próprio e abranda o geral. Entretanto, a Antropologia não tem um conceito claro, ela é um conjunto de estudos e pesquisas das coisas que estão no nosso meio social, seja em relação à educação, à política, etc., envolvendo desde os índios até a sociedade contemporânea.

1. 2. Como surgiu? Um pouco de história AAntropologia surgiu na Europa, aproximadamente no século XI, e foi motivo de várias comparações com a Sociologia, já que iniciaram da mesma forma devido aos contextos sociais intelectuais, econômicos, políticos e culturais, sendo a Sociologia uma ciência da sociedade industrial, sociedade esta que prevalecia na época. Já a Antropologia teve uma forte ligação com o surgimento do capitalismo, sendoeste parte de sua origem histórica refletido nas teorias dessa ciência. Além disso, sofreu influências do positivismo, do evolucionismo, entre outras correntes.

1. 3. Evolucionismo Social e Positivismo, Meio e Raça. 3.1 Evolucionismo Social O meio europeu daquela época teve fortes influências das Ciências da Natureza, nas quais se destacaram os intelectuais Pierre Lamarck e Charles Darwin,ambos com teorias que tratavam da evolução da sociedade que representaram um grande avanço. Para Lamarck, as sociedades evoluíam por conseqüência de mudanças e adaptações no meio ambiente. Para Darwin, a evolução do indivíduo se dava por meio de uma seleção natural. Mas ambas tinham a mesma idéia de que o ser humano ia do mais “simples” para o mais “complexo”, enfim, que ele evoluía. E, por isso,vários outros pensadores da época resolveram adotar esse método, inclusive os antropólogos, que levaram vários de seus aspectos para a ciência da Antropologia. A partir daí, antropólogo Henry Lewis Morgan criou uma concepção de que existia humanidade selvagem, bárbara e civilizada, por critério de evolução. Já James Frazer afirmou uma evolução do pensamento, onde ele teria estágios que seriam magia,religião e ciência. Mas essa idéia evolucionismo só teve realmente critério na sociedade Européia, porque os mesmos se classificavam evolutivamente, considerando-se civilizados e tinham as colônias como primitivas.

3.2 O Positivismo O Positivismo também surgiu a partir das Ciências da Natureza, mas era levado para um lado mais racional dos pensamentos ainda que com a ajuda dos meios naturais,nascendo a Sociologia positivista através de Auguste Comte. Para ele, as explicações dos homens para os fenômenos teriam passado por três fases: a teleológica ou fictícia, a metafísica ou abstrata e a científica ou positivista, onde as explicações

seriam baseadas em ações sobrenaturais, em especulações filosóficas e nos métodos científicos, respectivamente. E, por isso, com o tempo, osantropólogos e sociólogos, passaram a não ter mais interesse em estudar a sociedade de acordo com o meio natural e sim a ver o homem social como um ser racional. Mas é importante destacar que mesmo que a Antropologia e a Sociologia tenham mudado o método de suas pesquisas, existe ainda sim a presença do evolucionismo e do positivismo no nosso modo de pensar e ver a vida social.

3.3 Meio e Raça...
tracking img