Resumo do filme Sicko - SOS

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (871 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de julho de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
 RESUMO
O filme mostra que cada país tem um diferente método de cuidado a saúde do ser humano. Existem pessoas nos EUA que precisam de atendimento médico mais não os tem pois é um Plano muito caroe eles não tem condições para paga-lo.
No filme mostra várias histórias de pessoas que tiveram que mudar de vida para conseguir pagar seu tratamento médico ou não fazem o tratamento por completo, etambém tem pessoas com mais idade que trabalham a vida toda para ter plano de saúde e poder cuidar de sua família com a compra de medicamentos.
Os planos de saúde muitas vezes não aceitam algunspacientes, pois o tratamento da pessoa ficaria muito caro.
A única médica que se importou com toda essa situação foi a Dra. Linda Pino, antiga revisora médica da HUMANA. Ela deu seu depoimento dizendoque estava muito triste pois negava vários pedidos de tratamento e a pessoa que ela negava acabava falecendo. Mas isso não adiantou, pois eles viram que liberando o plano para todos os hospitaisficariam com filas para o atendimento e os médicos ficariam com dificuldade de atender todos aqueles pacientes.
Depois de algum tempo a primeira dama Hillary Rodham Clinton também queria que todostivessem plano de saúde igualmente, mesmo aqueles que não tivessem condições de paga-los e o plano de saúde seria pago pelo governo, mas infelizmente não foi aprovado.
Nos EUA as pessoas que não tinhamcondições de pagar pelo atendimento médico estavam sendo abandonadas nas ruas.
No Canada são totalmente diferentes, os planos de saúde são totalmente gratuitos para todas as pessoas independente de suadoença ou condição financeira.
Na Grã Bretanha o atendimento é gratuito, o único custo que os pacientes tem são o dos medicamentos que custam apenas 10 dólares, e pessoas com menos de16 anos e mais de60 não pagam o medicamento.
Na França a hospitalização também é gratuita, mas não é só atendimento nos hospitais, os franceses também possuem atendimento domiciliar 24 horas por dia, quando uma...
tracking img