Resumo do capitulo i - princípios gerais da administração

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1923 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Administração Geral e Industrial - Henry Fayol-
Resumo do Capitulo I - Princípios Gerais da Administração

1º- Divisão do Trabalho
2º- Atitude e Responsabilidade
3º- Disciplina
4º- Unidade de Comando
5º- Unidade de Direção
6º- Subordinação do Interesse Particular ao Interesse Geral
7º- Remuneração do Pessoal
8º- Centralização
9º- Hierarquia
10º- Ordem
11º- Equidade12º- Estabilidade do Pessoal
13º- Iniciativa
14º- União do Pessoal

1º Divisão do Trabalho

A divisão do trabalho tem por finalidade produzir mais e melhor, com o mesmo esforço.
O operário eu faz todos os dias a mesma peça e o chefe que trata constantemente dos mesmos negócios adquirem mais habilidade, mais segurança e mais precisão aumentando orendimento. Cada mudança de ocupação ou de tarefas implica um esforço de adaptação que diminui a produção.
A divisão do trabalho permite reduzir o numero de objetos sobre os quais devem ser aplicados a objetos sobre os quais devem ser aplicados a atenção e o esforço. Reconhece-se que essa é a melhor maneira de obter o máximo proveito do individuo e da coletividade. Tende em conseqüência, aespecialização a funções e à separação dos poderes.
A divisão do trabalho tem suas limitações que a experiência e o senso da medida ensinam a não ultrapassar.

2º Autoridade e Responsabilidade

A autoridade consiste no direito de mandar e no poder de se fazer obedecer.
Distingue-se, num chefe , a autoridade estatutária ou regimental inerente à função e aautoridade pessoal, deriva da inteligência, d saber, d experiência, do valor moral, da aptidão de comando, dos serviços prestados. Num bom chefe, a autoridade pessoal é o complemento indispensável da autoridade estatutária.
Não se conhece a autoridade sem a responsabilidade isto é sem a sanção- recompensa ou penalidade- que acompanha o exercício do poder. A responsabilidade e um corolário daautoridade. Em qualquer lugar onde se exerça a autoridade nascera uma responsabilidade.
A sanção dos atos da autoridade faz parte das condições essenciais de uma boa administração; geralmente é difícil de aplicar nas grandes empresas: primeiro é necessário estabelecer o grau de responsabilidade depois a taxa de sanção. A medida que se sobe na hierarquia das empresas, sendo mais complexos asoperações maior o numero dos agentes que intervêm, mais remoto o resultado final, torna-se cada vez mais difícil identificar o grau de influência do ato inicial da autoridade no efeito produzido e estabelecer o grau de responsabilidade do chefe.
A sanção é uma questão de uso convencional, quem estabelece deve ter em conta o ato em si, as circunstâncias que o rodeiam e a repercussão que possater.
A responsabilidade é geralmente tão temida quanto é cobiçada da autoridade.
Um bom chefe deve ter e difundir no seu ambiente a coragem de assumir responsabilidades.
A melhor garantia que um grande chefe tem contra a tentação do abuso de autoridade e de fraqueza é o seu valor pessoal e principalmente seu alto valor moral.

3º DisciplinaA disciplina consiste, essencialmente, na obediência, na assiduidade, na atitude, na presença e nos sinais exteriores de respeito demonstrados segundo a convenções estabelecidas entre a empresa e seus agentes.
Essas convenções fixam as modalidades de disciplina, que tenham origem em pacto livremente firmados ou aceitos sem uma discussão prévia, quer sejam escritos ou tácitas ouresultam da vontade das partes ou dos usos e costumes.
As obrigações de obediência , de assiduidade, de atividade e de presença diferem, com efeito, de uma empresa para outra, de uma região para outra .
O espírito público esta profundamente convencido de que a disciplina é absolutamente necessária ao bom andamento dos negócios e de nenhuma empresa poderia prosperar sem ela....
tracking img