Resumo do capitulo 9 e 10 do livro ciência ambiental

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1385 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
CENTRO UNIVERSITARIO JORGE AMADO
CURSO DE ENGENHARIA CIVIL




RAUL FERREIRA DE MOURA NETO







RESUMO DO CAPITULO 9 e 10 DO LIVRO CIÊNCIA AMBIENTAL









SALVADOR

2012

Uma espécie ameaçada (também conhecida como espécie vulnerável) ainda é abundante na sua ocorrência natural, mas, em virtude dos números decrescentes, ela pode setornar uma espécie em perigo no futuro próximo.
A extinção local acontece quando uma espécie não é mais encontrada no lugar em que costumava viver, mas pode ser encontrada em outros lugares do mundo. A maior parte das extinções locais envolve perda de uma ou mais população de espécies. A extinção ecológica ocorre quando existe um número tão pequeno de membros remanescentes de uma espécie, queela não consegue mais cumprir sua função nas comunidades biológicas nas quais é encontrada. Na extinção biológica, a espécie não pode mais ser encontrada em nenhum lugar do planeta.
Algumas espécies têm características que as tornam vulneráveis à extinção ecológica e biológica. Os biólogos enfrentam três problemas, ao tentar catalogar as extinções. Primeiro, a extinção de uma espécie geralmenteleva tanto tempo, que não é fácil documentá-la. Segundo, foram identificadas apenas 1,4 milhão a 1,8 milhão de espécies entre 5 milhões e 100 milhões de espécies estimadas no mundo. Terceiro, sabe-se pouco sobre a maioria das espécies identificadas.
A relação espécie-área sugere que, em média, uma perda de 90% de um habitat causa a extinção de 50% das espécies que habitam nele. As estimativas detaxas de extinção podem variar, pois são deitas diferentes suposições quanto ao número total de espécies na Terra, à proporção dessas espécies encontradas em florestas tropicais, à taxa de destruição dessas florestas e quanto à confiabilidade dos métodos empregados para fazer essas estimativas. A maior ameaça para uma espécie é a perda e a degradação do local onde vive.A fragmentação do habitatocorre quando uma área grande e contínua é reduzida em tamanho e dividida em porções menores, mais espalhadas e isoladas, isso é o que se chamam de “ilhas de habitat” e as atividades humanas estão causando um decréscimos graves nas populações de inúmeras espécies de aves.
Durante a maior parte da nossa existência, os seres humanos sobreviveram da caça e da coleta de espécies selvagens para obtersua carne já causou a extinção de muitas espécies em partes da África Oriental e já levou uma espécie – o macaco-vermelho-colobo-de-miss-waldron – à extinção total. Cerca de 50 milhões de lares americanos têm pássaros exóticos de estimação, 85% deles são importados. De acordo com a maioria dos biólogos conservacionistas, a Lei das Espécies Ameaçadas de Extinção deve ser fortalecida e modificadapara desenvolver um novo sistema visando proteger e manter a biodiversidade do país.
Zoológicos e aquários podem ajudar a proteger as espécies de animais ameaçados, mas esses esforços carecem de financiamentos e espaço para armazenamento. Muitos zoológicos, aquários, parques de caça e centros de pesquisa estão sendo utilizados para preservar alguns indivíduos de espécies gravemente ameaçadas; oobjetivo em longo prazo é reintroduzi-los em habitats selvagens protegidos.
Dependemos de três sistemas para suprir nossa necessidade de alimentos. As safras produzem principalmente grãos e fornecem perto de 77% dos alimentos do mundo. Enfrentamos desafios importantes ao aumentar a produção de alimentos sem causar sérios danos ambientais. Para alimentos 8,9 bilhões de pessoas, numero previsto paraaté 2050, devemos produzir e distribuir mais alimento do que já foi produzido desde o inicio da agricultura, há 10 mil anos, e fazê-lo de forma sustentável.
Também enfrentamos o desafio de diminuir a pobreza. Uma em cada cinco pessoas não possui terra suficiente para cultivar alimentos nem dinheiro para comprá-los – independentemente da quantidade disponível. Dois terços da população mundial...
tracking img