Resumo de um outro trabalho sobre educação no brasil

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1167 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O Estado Militar e a Educação Brasileira

Pode-se afirmar que o Estado Militar procurou atender aos interesses dos capitalistas atuando concomitantemente no âmbito da escolarização direcionando-a para a tentativa de desenvolver uma mão-de-obra qualificada necessária à indústria nascente. Desta maneira, ocorreram as reformas -
dentre elas a Reforma do Ensino Superior em 1968 e,posteriormente, em 1971 a Reforma do Ensino
Primário - com o intuito de evitar a participação da sociedade civil evitando possíveis mobilizações de
outros setores que não o Militar dominante, para modificar a estrutura de ensino até então vigente.
O Regime Militar procurou divulgar um discurso de exaltação e valorização da educação, dizendo-a como uma via direta para se atingir o desenvolvimentode uma nação rica e forte. Porém, deve-se ressaltar o fato de ter sido o Aparelho Educacional um meio, ou melhor, um instrumento utilizado pelos militares para atender a real finalidade de obtenção de consenso numa estratégia de luta pela hegemonia.
No primeiro momento, os militares primaram pela valorização e pela necessidade de incentivos ao desenvolvimento educacional do país, poroutro lado, no segundo instante, através das atitudes tornaram-se evidentes as “contradições”, pois o Estado destinou poucas verbas para área da educação pública, e, de certa forma, estimulou setores privados vinculados à acumulação de capital facilitando e direcionando para uma política de privatização do ensino.
A classe ditatorial tinha uma preocupação de manter o controle político eideológico, principalmente no ambiente das universidades que, apesar das duras repressões, foram centros de
desenvolvimento do saber e de uma racionalidade crítica.
A repressão foi fortemente exercida, vigiando professores e suas condutas, observando alunos e expulsando os subversivos, todos esses atos eram respaldados na ideologia de Segurança Nacional, na qual de certa maneira funcionava comoum movimento antiintelectual em nome de um anticomunismo propositadamente exacerbado.
Outro elemento importante e determinante da política educacional do período militar brasileiro foi o de tentar vincular a educação liberal com a economia, desenvolvendo-se a “Teoria do capital humano”, fato que subordinava a educação às demandas da linha de produção, em outras palavras, às necessidades daindústria incipiente.

A Reforma Universitária De 1968

Com o Golpe de 1964, os militares iniciaram movimentos repressivos no sentido de consolidar e solidificar sua liderança. Iniciou-se uma ação de “caça aos comunistas”, ou seja, entidades e núcleos formadores de possíveis oposições ao Governo, tais como: Centro Popular de Cultura – CPC –, Centrode Educação Popular – Ceplar –, União Nacional dos Estudantes – UNE –, dentre outros que lutavam pela educação e cultura popular, começaram a ser dominados e/ou dizimados pelo Regime.
Nesse período houve grande intervenção nas Universidades brasileiras. O Conselho Federal de Educação – CFE – nomeou reitores militares para diversas instituições de ensino tentando assegurar o controlemilitar. Em alguns casos, como na Universidade de Brasília – Unb –, ocorreu invasão por tropas destituindo o reitor Anísio Teixeira, prendendo professores e alunos suspeitos de serem subversivos, encaminhando-os para Inquérito Policial Militar que julgava sem possibilitar ao “suposto réu” qualquer forma de apresentação de protestos, desrespeitando os princípios legais do contraditório e da ampla defesa.A repressão foi tão bruta que resultou na morte e “desaparecimento” de estudantes, professores, intelectuais, dentre outros da massa de “subversivos”, afastando e punindo os chamados marxistas/comunistas.
Em abril de 1969, tem-se o ápice da repressão “encorpado” e instituído pelo Ato Institucional número cinco – A. I. 5 – que sobrepujou a coerção em nome do Estado de Segurança...
tracking img