Resumo de pcn

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1454 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1. Apresentação da área de Língua Portuguesa
1.1. Introdução
Desde o início da década de 80, o ensino de Língua Portuguesa na escola tem sido o centro da discussão acerca da necessidade de melhorar a qualidade da educação no país. No ensino fundamental, o eixo da discussão, no que se refere ao fracasso escolar, tem sido a questão da leitura e da escrita. No primeiro, por dificuldade emalfabetizar; no segundo, por não conseguir garantir o uso eficaz da linguagem, condição para que os alunos possam continuar a progredir até, pelo menos, o fim da oitava série.
Essas proeminências de fracasso escolar apontam a indigência da reestruturação do ensino de Língua Portuguesa, com o objetivo de encontrar formas de garantir, de fato, a aprendizagem da leitura e da escrita. Seja porque a demandaquantitativa já estava praticamente satisfeita — e isso abria espaço para a questão da qualidade da educação —, seja porque a produção científica na área tornou possível repensar sobre as questões envolvidas no ensino e na aprendizagem da língua, o fato é que a discussão da qualidade do ensino avançou bastante.
O conhecimento disponível nos anos 60 levava a buscar no aluno a causa do fracassoescolar — o que tinha sua lógica, visto que para uma parte dos alunos o ensino parecia funcionar. Tiveram grande impacto os trabalhos que relatava resultados de investigações, em especial a psicogênese da língua escrita.
Esses trabalhos ajudaram a compreender aspectos importantes do processo de aprendizagem da leitura e da escrita. A primeira prática questionada foi a dos exercícios de prontidão.As condições atuais permitem repensar sobre o ensino da leitura e da escrita considerando não só o conhecimento didático reunido, mas também as contribuições de outras áreas, como a psicologia da aprendizagem, a psicologia cultural e as ciências da linguagem. O avanço dessas ciências possibilita receber contribuições tanto da psicolingüística quanto da sociolingüística; tanto da pragmática, dagramática textual, da teoria da comunicação, quanto da semiótica, da análise do discurso.
No que se refere à linguagem oral, algo análogo acontece: o avanço no conhecimento das áreas afins torna possível a compreensão do papel da escola no desenvolvimento de uma aprendizagem que tem lugar fora dela.
Os esforços pioneiros de transformação da alfabetização escolar consolidaram-se, ao longo deuma década, em práticas de ensino que têm como alvo tanto de partida quanto de chegada o uso da linguagem.
A futurologia dos anos 60 gostava de afirmar terminantemente que o mundo da escrita daria lugar ao mundo da imagem; que a mídia eletrônica destruiria o mundo cultural criado pelo livro impresso que propiciou a História, a Ciência e a Literatura. Ser um usuário competente da escrita é, cadavez mais, condição para a essencial participação social. As transformações educacionais realmente significativas — que acontecem raramente — têm suas fontes, em primeiro lugar, na mudança das finalidades da educação, isto é, acontecem quando a escola precisa responder a novas exigências da sociedade. E, em segundo lugar, na transformação do perfil social e cultural do alunado: a significativaampliação da presença, na escola, dos filhos do analfabetismo — que hoje têm a garantia de acesso, mas não de sucesso — detonou uma forte demanda por um ensino mais vivo. É no interior do funcionamento da linguagem que é possível compreender o modo desse funcionamento. Produzindo linguagem, aprende-se linguagem.
Produzir linguagem significa produzir discursos. É uma seqüência verbal constituída por umconjunto de relações que se estabelecem a partir da coesão e da coerência. Nesse sentido, os textos, como resultantes da atividade discursiva, estão em constante e contínua relação uns com os outros. As finalidades comunicativas, como parte das condições de produção dos discursos, geram usos sociais que originam os gêneros que darão forma aos textos. Do mesmo modo, podem-se reconhecer outros...
tracking img