Resumo de pcn matematica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas: 9 (2150 palavras)
  • Download(s): 0
  • Publicado: 4 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
RESUMO ( MINHA PARTE NO TRABALHO DE MATEMÁTICA)

APRENDER E ENSINAR MATEMÁTICA
NO ENSINO FUNDAMENTAL

O estudo dos fenômenos relacionados ao ensino e à aprendizagem da Matemática pressupõe
a análise de variáveis envolvidas nesse processo — aluno, professor e saber matemático —, assim
como das relações entre elas.
Numa reflexão sobre o ensino da Matemática é de fundamental importância aoprofessor:
• identificar as principais características dessa ciência, de seus métodos,
de suas ramificações e aplicações;
• conhecer a história de vida dos alunos, sua vivência de aprendizagens
fundamentais, seus conhecimentos informais sobre um dado assunto,
suas condições sociológicas, psicológicas e culturais;
• ter clareza de suas próprias concepções sobre a Matemática, uma vez
que aprática em sala de aula, as escolhas pedagógicas, a definição de
objetivos e conteúdos de ensino e as formas de avaliação estão intimamente
ligadas a essas concepções

Alguns caminhos para “fazer Matemática”
na sala de aula
É consensual a idéia de que não existe um caminho que possa ser identificado como único e
melhor para o ensino de qualquer disciplina, em particular, da Matemática. Noentanto, conhecer
diversas possibilidades de trabalho em sala de aula é fundamental para que o professor construa sua
prática. Dentre elas, destacam-se algumas.

O RECURSO À RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS
Resolução de problemas é um caminho para o ensino de Matemática que vem sendo discutido
ao longo dos últimos anos.
A História da Matemática mostra que ela foi construída como resposta a perguntasprovenientes
de diferentes origens e contextos, motivadas por problemas de ordem prática (divisão de terras,
cálculo de créditos), por problemas vinculados a outras ciências (Física, Astronomia), bem como
por problemas relacionados a investigações internas à própria Matemática.
Todavia, tradicionalmente, os problemas não têm desempenhado seu verdadeiro papel no
ensino, pois, na melhor dashipóteses, são utilizados apenas como forma de aplicação de
conhecimentos adquiridos anteriormente pelos alunos.
A prática mais freqüente consiste em ensinar um conceito, procedimento ou técnica e depois
apresentar um problema para avaliar se os alunos são capazes de empregar o que lhes foi ensinado.
Para a grande maioria dos alunos, resolver um problema significa fazer cálculos com os números doenunciado ou aplicar algo que aprenderam nas aulas.
Desse modo, o que o professor explora na atividade matemática não é mais a atividade, ela
mesma, mas seus resultados, definições, técnicas e demonstrações.
Conseqüentemente, o saber matemático não se apresenta ao aluno como um sistema de
conceitos, que lhe permite resolver um conjunto de problemas, mas como um interminável discurso
simbólico,abstrato e incompreensível.
Nesse caso, a concepção de ensino e aprendizagem subjacente é a de que o aluno aprende
por reprodução/imitação.
Ao colocar o foco na resolução de problemas, o que se defende é uma proposta que poderia
ser resumida nos seguintes princípios:
• o ponto de partida da atividade matemática não é a definição, mas o
problema. No processo de ensino e aprendizagem, conceitos,idéias e
métodos matemáticos devem ser abordados mediante a exploração de
problemas, ou seja, de situações em que os alunos precisem desenvolver
algum tipo de estratégia para resolvê-las;
• o problema certamente não é um exercício em que o aluno aplica, de
forma quase mecânica, uma fórmula ou um processo operatório. Só há
problema se o aluno for levado a interpretar o enunciado da questãoque
lhe é posta e a estruturar a situação que lhe é apresentada;
33
• aproximações sucessivas ao conceito são construídas para resolver um
certo tipo de problema; num outro momento, o aluno utiliza o que
aprendeu para resolver outros, o que exige transferências, retificações,
rupturas, segundo um processo análogo ao que se pode observar na
história da Matemática;
• o aluno não constrói...
tracking img