Resumo de homo videns

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1534 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
E a democracia?
Videoeleições
Cabe agora examinar outros dois aspectos específicos: a sua incidência eleitoral e a sua incidência no governo.
Qual é o peso da influencia do jornal sobre as escolhas feitas pelos eleitores?
Para medir realmente a influencia eleitoral dos jornais seriam necessários elementos “confractuais”, como a ausência de outros jornais, ou relações invertidas de força entreos próprios jornais.
Em alguns casos é quase certo que a influencia da televisão é decisivo nas eleições.
Os efeitos da vídeopolitica têm um raio muito amplo de abrangência. Um desses efeitos com certeza é que a televisão personaliza as eleições.
Seja como for, quando se fala em personalização das eleições se entende que valem mais as “caras” (se são telegênicas, se “furam” na televisão ounão), e que a personalização se torna generalizada, considerando que a política “pelas imagens” se centraliza na exibição de pessoas.
O sistema eleitoral e o sistema partidário, portanto. São variáveis importantes no sentido de favorecer ou dificultar a personalização da política. Nos sistemas presidenciais, a personalização da política é máxima, como ocorre de modo especial nos Estados Unidos, ondetambém a força da televisão é máxima.
Um último aspecto é que a videopolitica tende a destruir o partido- às vezes mais e outras vezes menos conforme os lugares-, sobretudo o partido organizado de massa que na Europa dominou o cenário durante quase um século.
A política teleplasmada
Há uns cinqüenta anos o político fazia política mesmo tendo pouco conhecimento do assunto, como também por outrolado, pouco se interessando em saber qual fosse a vontade dos seus eleitores. No passado, portanto, o representante era amplamente independente dos seus eleitores, privilégios e prerrogativa somente do assim chamado político fidalgo, não eram ligados a nenhum partido ou por algum vinculo programático, e de costume era eleito (era a época do sufrágio restrito sem oposição.
No decorrer do século XXo partido – inclusive em força da ideologia que o institui e personifica – predomina sobre os eleitos, e desse modo começa a sua dependência do partido. Hoje tal dependência ficou mais fraca ou está desaparecendo.
Na realidade, estamos passando para o representante que depende de várias formas do colégio eleitoral, da televisão e finalmente também da pesquisa.
Um aspecto importante da políticateleplasmada é que o vídeo não só se torna a fonte cognitiva mais importante dos grandes públicos, mas confere ao mesmo tempo a falsos testemunhos da verdade um peso inédito e devastador.
Assim como o que foi dito acima, a televisão privilegia querendo ou não – a emotivização da política, isto é, uma política relacionada ou reduzida a pencas de emoções.
A racionalidade do homo sapiens estáretrocedendo. E a política emotiva, emotivizada e aquecida pelo vídeo, levanta e atiça problemas sem fornecer qualquer idéia de como resolvê-los. E desse modo os agrava mais ainda.
A aldeia global
A televisão tem potencialidades globais no sentido de que apaga as distancias visuais. Segundo McLuhan, a televisão teria intensificado ao Maximo a responsabilidade dos seres humanos no sentido de nosresponsabilizarmos em toda a parte e a respeito de tudo.
Lembrando que em meio mundo a câmera de filmar não entra; isso implica a existência de um mundo mergulhado no desconhecido, que a televisão contribui até para que seja esquecido. Outro fator que dificulta é o custo.
Concluindo, será que a televisão promove uma mentalidade “reduzida” (aldeizada) ou, ao contrário, uma mentalidade “ampliada”(globalizada) Não há contradição em responder que pode promover tanto uma quanto a outra mentalidade, conforme as circunstâncias; sob condição, porém que não sejam conflitantes. Conflitam-se, então prevalece a mentalidade reduzida, isto é, a narrow mindedness.
A “demo-cracia enfraquecida
Ao pé da letra, democracia quer dizer “poder do povo”, isto é, soberania e governo do povo (demos). Na...
tracking img