Resumo de antropologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3519 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de julho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
RESUMO DE ANTROPOLOGIA JURÍDICA

Resumo sobre o Evolucionismo Cultural, Funcionalismo e Estruturalismo, solicitado pela docente Viviane Nascimento, da disciplina de Antropologia Jurídica, baseado nos escritos do autor Gonzaga de Mello.

Vitória da Conquista, 28 de maio de 2012.
O Evolucionismo Cultural
A ideia de evolucionismo, normalmente vem acompanhada pela lembrança de Darwin, quesempre pensamos como sendo o idealizador da teoria principal sobre esse assunto. No entanto, assim como ele, outros personagens também pensaram sobre esse tema, discorreram sobre ele, bem como também sobre a ideia de Involução, que é o contrário do processo evolutivo, e que está associado ao fato de que, ao mesmo tempo em que o mundo hoje está em processo de acréscimo cultural e científico, há umdecréscimo de certas coisas, o que faz muitos sentirem saudade de um tempo que não ficou marcado pelas criações, mas sim pela forma mais fácil de convívio entre as gentes.
Na antiguidade clássica, diversas foram as teorias que falavam sobre a evolução, e de uma forma otimista ao se falar do futuro da humanidade. Dentre elas se destacam a teoria do progresso circular (Eva M. Lakatos), a teoria doprogresso linear e vertical (Hesíodo – grego, e Lucrécio - romano), teoria da evolução social em espiral (Ibn Khaldun – árabe), dentre outras teorias comentadas à época, e que alcançaram seu auge no século XIX, e representava a manifestação de fé de muitos estudiosos na capacidade do agir de forma grandiosa do homem na escrita da sua própria história.
Os pensadores da época imaginavam o homem coma capacidade de fazer o bem, mesmo sendo eivado de imperfeições, e até quando ele agia mal, o fazia por conta do não uso, ou do mal uso de sua capacidade, que era sempre positiva.
Outro ponto importante que veio a incrementar essa linha de pensamento científico foi a revolução industrial, que com seus expressivos resultados, obteve seus progressos, ao tempo em que a ciência colhia os seusfrutos. No século XVII, a Europa se tornou alvo de um crescimento nas áreas de população, conhecimentos, concentração demográfica e dos seus horizontes, e isso demonstrava a capacidade criativa do homem.
O pensamento evolucionista, através do seu difusor mais ilustre, Charles Darwin, em seu livro “A origem das espécies”, traz a ideia de seleção natural das espécies, como que “tendo desempenhado oprincipal papel na modificação das espécies, posto que outros agentes tenham dela partilhado igualmente”.
Outro agente do evolucionismo, de semelhante importância, Monet de Lamarck, criou a ideia de que “a função cria o órgão”, que se reporta à importante tarefa de determinado órgão do corpo em fazer aumentar ou atrofiar, um determinado membro, caso use ou não aquela parte do corpo.
Embora oenfoque de nosso estudo seja a evolução cultural, impossível seria não reconhecer a “vizinhança e o parentesco” que há com a evolução biológica, que se assemelha, em partes, e incorpora algo de novo à ciência específica estudada.
Dentre os vários escritores e estudiosos da teoria do evolucionismo, que era vista por muitos como uma forma otimista de encarar a realidade, estão os estudiosos que o viamsob a ótica cultural, que não procuravam provar a existência da evolução em si, mas queria tentar entender como isso ocorria, uma vez que essa forma de evolucionismo era fruto da sua época.
Edward B. Tylor, considerado o pai da etnologia, foi o primeiro a tentar sistematizar o estudo da cultura. Saint Simon pregava a teoria, de acordo com a qual há uma sequência evolutiva através da qual devepassar toda a humanidade, e se divide em três fases: a conjectural, a semiconjetural e a positiva. Augusto Comte apresentou um esquema parecido, voltado para um estado primitivo ou teleológico, um intermediário ou metafísico, e outro, científico ou positivo.
Outra coisa que chama a atenção é o fato de Herbert Spencer, e não Darwin, como a princípio se imaginava, ser o precursor da “teoria da...
tracking img