Resumo da carta de atenas 1933

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1328 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
RESISTÊNCIA
DOS MATERIAIS

AULA 7
Tensão x Deformação

Adriana Trigolo
Sidney Lazaro Martins

PROPRIEDADES MECÂNICAS

POR QUE
ESTUDAR?

Importante para a escolha do material para uma
determinada aplicação, bem como para o projeto e
fabricação de um componente.
Aplicação particular pretendida

Conjunto de propriedades requerido para aplicação

Seleção do material queatende ao conjunto de propriedades

Seleção do processo de fabricação
2

PROPRIEDADES MECÂNICAS

Definem o comportamento do
material quando sujeitos aos esforços
mecânicos.
Relacionadas à capacidade do material
de resistir ou transmitir os esforços
aplicados sem romper e sem se
deformar de forma incontrolável.
3

PROPRIEDADES MECÂNICAS
Cada propriedade está associada à habilidade domaterial
de resistir ás forças mecânicas ou transmiti-las.
Resistência à tração.
Resistência à flexão.

Resistência à compressão.
Resistência ao
cisalhamento.
Resistência à torção.
Módulo de elasticidade.
Dureza.
4

Elasticidade.
Ductilidade.
Plasticidade.
Tenacidade.
Fadiga.

PROPRIEDADES MECÂNICAS
Testes mais comuns para se determinar as propriedades
mecânicas dosmetais
Resistência à tração (+ comum, determina a elongação)
Resistência à compressão
Resistência à torção

Resistência à fadiga

Resistência ao choque
7

Resistência ao desgaste

Dureza

PROPRIEDADES MECÂNICAS

TENSÃO

Relação entre a carga ou força aplicada e a área resistente.
Expressa em kgf/cm2 ou N/m2 = Pa [MPa = N/mm2].

Estruturas dimensionadas para atuar sobrecomponentes de
tensão aceitável de trabalho, obtida pela tensão de ruptura
minorada por um coeficiente de segurança.

5

PROPRIEDADES MECÂNICAS
Testes mais comuns para se determinar as propriedades
mecânicas dos metais
Resistência à tração (+ comum, determina a elongação)
Resistência à compressão
Resistência à torção

Resistência à fadiga

Resistência ao choque
7

Resistência aodesgaste

Dureza

RESISTÊNCIA À TRAÇÃO
O material é submetido à uma carga ou força de
tração, crescente, que promove uma deformação
progressiva de aumento de comprimento.
Célula de carga

Extensômetro

Corpo
de prova
Seção reduzida

(Diâmetro)

(Diâmetro)

Travessão
móvel

Comprimento
útil ou gabarito

8

(Raio)

FONTE: CALLISTER JR., W. D. Ciência e engenharia demateriais: um introdução. Tradução Sérgio
Murilo Stamile Soares. 7ed. Rio de Janeiro: LTC, 2008.

RESISTÊNCIA AO CISALHAMENTO

Força puramente
cisalhante, aplicada em
uma direção paralela às
faces do corpo de prova.

11

FONTE: CALLISTER JR., W. D. Ciência e engenharia de materiais: um introdução. Tradução Sérgio
Murilo Stamile Soares. 7ed. Rio de Janeiro: LTC, 2008.

RESISTÊNCIA ÀTORÇÃO

Variação do cisalhamento puro,
onde o elemento é torcido.
Forças de torção produzem
movimento de rotação em
torno do eixo longitudinal de
uma das extremidades em
relação à outra.

12

FONTE: CALLISTER JR., W. D. Ciência e engenharia de materiais: um introdução. Tradução Sérgio
Murilo Stamile Soares. 7ed. Rio de Janeiro: LTC, 2008.

DEFORMAÇÃO
Associada à mudança de posiçõesrelativas das partes de um corpo.
Definida como a relação entre a variação de comprimento (após a aplicação
de uma determinada carga) e o comprimento inicial.

lo

lf

Deformação: (A) rotação sem deformação; (B) deformação por
cisalhamento; e (C) deformação por elongação .

13

DEFORMAÇÃO

DEFORMAÇÃO PLÁSTICA:
Irreversível.
Deformação excessiva sem a
ruptura.
Materiaisdúcteis: alongamento
antes da ruptura.
14

compressão

elástica

tração

plástica

Tensão

DEFORMAÇÃO ELÁSTICA:
Instantânea e reversível.
Precede à deformação plástica.
É praticamente proporcional à tensão
aplicada.

Deformação (

TIPOS DE RUPTURA

Ruptura dúctil:
ocorre com o material
apresentando
deformações plásticas
 ruptura estável
15

Frágil
Dúctil

Tensão...
tracking img