Resumo chiavenato

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (324 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
FILOSOFIA DA RELIGIÃO E MAL RADICAL EM KANT
AGUINALDO PAVÃO
Universidade Estadual de Londrina
aguinaldo.pavao@uol.com.br
Resumo: Para Bruch (La Philosophie Religieuse de Kant), a teoria domal não é de modo algum indispensável às tarefas da Fundamentação e da Crítica da Razão Prática, pois estas obras conteriam apenas a introdução crítica da moral de Kant, cuja tarefa seria justificarabstratamente o estatuto do julgamento moral. De acordo com Bruch, embora a teoria kantiana do mal tenha sido elaborada com conceitos da filosofia prática, ela pertence na verdade à filosofia dareligião. Para o comentarista, o mal seria uma noção comandada por uma convicção de ordem religiosa. “A teoria do mal radical não é uma dedução a priori: ela se funda sobre uma convicção deessência religiosa, a uma distância igual ado otimismo racionalista e do maniqueísmo, isto é, uma convicção de essência e de origem cristã” (La Philosophie Religieuse de Kant, p. 42). Sendo assim, o malseria necessariamente um ponto de partida que demandaria uma teoria da conversão, que por sua vez reclamaria uma teoria da graça, chegando, desse modo, “ao coração da religião revelada, e aosconfins do domínio da razão” (Id, p. 43). Contra essa interpretação defenderei que o fato de o mal estar ligado, em Kant, a questões da filosofia da religião não é suficiente para afastar apossibilidade de entender o mal radical, antes de tudo, como um conceito a priori, pertencente à filosofia moral. A meu ver, uma leitura religiosa é deficiente, pois não percebe que a doutrina do malradical está, no fundo, a responder problemas internos ao domínio crítico da filosofia moral de Kant. Apresentarei argumentos a fim de qualificar a tese de que o mal radical é, sobretudo, uma exigênciada própria reflexão de Kant sobre a liberdade e não primariamente uma peça da reflexão religiosa sobre a graça e a conversão moral.
Palavras-chave: mal radical, liberdade, religião, vontade,...
tracking img