Resumo apologia de sócrates

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (411 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de abril de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
O livro trata-se do julgamento de Sócrates. Durante todo o julgamento Sócrates é responsável por sua própria defesa declarando que dirá somente a verdade e que seus acusadores nada disseram deverdade, embora convincentes. Sócrates declara não ser um orador, utilizando linguagem comum para que todos possam seguir seu raciocínio e que todos ali presente, julgassem a sua causa e não seu modo defalar.
Sócrates inicia sua defesa dizendo temer mais os antigos acusadores do que os novos, pois estes já o acusam através dos anos. Sócrates declara as falsas acusações, na qual diz que elecomete crime, investigando as coisas terrenas e celestes, e tornando mais forte a razão mais débil e ensinando aos outros. Em sua defesa cita a comédia de Aristófanes, onde um tal de Sócrates anda pelosares e exibindo tolices. Sócrates também diz nunca ter se interessado por tal ciência e que se preocupa com a conduta moral.
As acusações que mais pesam sobre Sócrates é de não reconhecer osDeuses que o estado reconhece, introduzir novos Deuses e corromper a juventude. Essa acusação é assinada por Meleto. Por diversas vezes no julgamento Meleto confunde-se em suas acusações contra Sócrates.Assim julga a morte preferível à desgraça, escolhendo viver de acordo com seus ideais e deuses, do que fazer o contrário, tendo que a verdadeira desgraça seria descumprir tudo o que acreditava,desobedecendo aos deuses, para salvar sua própria existência, tem como caminho escolhido, aquele que o conduziria à verdade, à sabedoria. Assim, não desonrando seus princípios, Sócrates dirige-se aosAtenienses dizendo que o absolvam ou não, mas que por certo não faria jamais outra coisa. Entre seus alunos estavam os seus melhores amigos e defensores, visto que vários estavam ali em seu favor eassistência. Mas, apesar deste tipo de assistência, recusava a presença de sua família, tendo como única verdade a sua defesa.
Por fim Sócrates é considerado culpado e condenado. Ele não...
tracking img