Resumo acidente bhopal

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1619 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Acidente de Bhopal – O pior desastre químico da história.



Na madrugada entre dois e três de dezembro de 1984, 40 toneladas de gases letais vazaram da fábrica de agrotóxicos da Union Carbide Corporation, em Bhopal, Índia. Foi o maior desastre químico da história. Mesmo hoje os sobreviventes do desastre e as agências de saúde da Índia ainda não conseguiram obter da Union Carbide e deseu novo dono, a Dow Química, informações sobre a composição dos gases que vazaram e seus efeitos na saúde. A Union Carbide, dona da fábrica de agrotóxicos na época do vazamento dos gases, abandonou a área, deixando para trás uma grande quantidade de venenos perigosos. A empresa tentou se livrar da responsabilidade pelas mortes provocadas pelo desastre, pagando ao governo da Índia uma indenizaçãoirrisória devido à gravidade da contaminação.



O desastre





A fábrica da Union Carbide em Bhopal produzia isocianato de metilo (MIC), uma combinação intermédia usada na produção do pesticida Sevin dessa empresa. O MIC é um das substâncias mais tóxicas e letais conhecidas da humanidade.


Logo após a meia-noite de 2 de Dezembro de 1984, “um grande volume de água foiaparentemente introduzido no tanque de MIC, causando uma reação química que forçou a válvula de escape químico a abrir, o que permitiu que o gás escapasse.” (Revista New Scientist, Dezembro de 2002).


Na noite do desastre, as seis medidas de segurança criadas para impedir vazamentos de gás fracassaram, seja por apresentarem falhas no funcionamento, por estarem desligadas ou por seremineficientes. Os gases provocaram queimaduras nos tecidos dos olhos e dos pulmões, atravessaram as correntes sangüíneas e danificaram praticamente todos os sistemas do corpo. A maioria das vítimas eram pessoas pobres da aldeia que se tinham mudado para a cidade à procura de trabalho. “Muitos – particularmente as crianças e os velhos – morreram nas suas camas quando o gás entrou nas suas casas. Outros,incluindo mulheres que agarravam os seus bebês, fugiram apenas para caírem na rua. Muitos foram encontrados depois, amontoados, doentes e agonizantes nas entradas da cidade. Manadas de bois foram mortas e cadáveres de cabras cobriam as estradas onde antes vagueavam. As folhas das árvores ficaram amarelas e enrugadas – as colheitas ficaram queimadas nos campos e foram cobertas por uma fina camadabranca”. (BBC, 28 de Agosto de 2002).


Mais de 3.000 pessoas morreram em poucas horas, mais de 8.000 morreram nas semanas seguintes e mais de 170.000 ficaram severamente afetadas com esse desastre que chocou o mundo.





Esta é a Bhopal de hoje!





O número de mortos ainda hoje continua a subir. Diariamente, 4000 pessoas fazem fila nos hospitais de ajuda às vítimas dogás com doenças que variam de pulmões afetadas a problemas graves do coração, sistemas imunes destruídos e doenças como a tuberculose.





“Nos becos estreitos do bairro pobre perto da fábrica onde ainda vivem milhares de vítimas do gás, fica a casa de Raisa Bi. A vida nunca mais foi a mesma para Raisa e para milhares de outras pessoas no seu bairro desde que o desastre do gás osatingiu. Vive uma vida simples no bairro pobre da colônia de Navab em Bhopal. Muitos dos bebes vítimas do gás nasceram com deformações”.





“Nagma, de 21 anos, ganha a vida para os seus pais inválidos e o seu irmão fazendo sacos de papel. Ela tinha um ano de idade naquela manhã fatal de 1984. ‘Temos pouca esperança’, disse ela”.(BBC, 3 de Dezembro de 2003).





“A aproximar-sedo seu 20º aniversário, Deepika pesa apenas 33 quilos e tem pouco mais de 1,3 metros de altura. Os seus períodos, que começaram no ano passado, são irregulares e sofre de tonturas atordoantes. Está impossibilitada de se concentrar e ainda não conseguiu acabar a escola... a história de Deepika não é atípica em Bhopal”.(Guardian, 29 de Novembro de 2004).





“Gazmian tem 20 anos....
tracking img