Resulmo da crise de 29

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (863 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
A CRISE DE 1929 (A GRANDE DEPRESSÃO)


A crise econômica desencadeada a partir de 1929, quando da quebra da Bolsa de Valores de Nova Iorque, reflete a crise mais geral do capitalismo liberal e dademocracia liberal. No período entre guerras (1919 -1939), a economia procurou encontrar caminhos para sua recuperação, a partir do liberalismo de Estado, ao mesmo tempo em que consolidava-se ocapitalismo monopolista. Mesmo nos EUA, as leis anti-trustes perdiam o efeito e grandes empresas industriais e bancárias tomavam conta do cenário econômico, protegidas pela política não intervencionistaadotada principalmente a partir de 1921.

ANTECEDENTES
Com o fim da Primeira Grande Guerra os EUA eram o país mais rico do mundo, aquele que liderava praticamente todos os setores da economia e tinhauma influência política crescente, sendo que a maior parte da Europa sofria ainda com os resquícios da guerra. Foi nesta época que ser americano se tornou um sonho para todos, que surgiu o conceitode “american way of life”. A indústria desenvolvia-se a olhos vistos, enquanto toda população experimentava um grande entusiasmo com toda aquela situação econômica, a vida cultural e a indústria doentretenimento cresciam, reforçando mais ainda essa sensação. Os anos de 1920 foram mágicos, até que uma grande tragédia vem assolar o país, a quebra da bolsa de valores dos EUA em1929.

A CRISE Alguns componentes são fundamentais para a compreensão da crise:1) A superprodução que desenvolveu-se durante e mesmo após a Primeira Guerra Mundial, quando o mercado consumidor estava em expansão. Após a guerra e com o início darecuperação do setor produtivo dos países europeus, a produção norte americana entrou em declínio. Essa situação expressou-se principalmente no setor agrícola.
2) A especulação na década de 20 foi um...
tracking img