Responsabilidade social

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1111 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Sustentabilidade e sua aplicação no planejamento ambiental.

Desafio de aprendizagem da Disciplina de Responsabilidade Social e Meio Ambiente do Curso de Pedagogia do Centro de Educação a Distância da Universidade Anhanguera-UNIDERP.

Sobral/CE
2011
Introdução
O discurso ambiental só veio a seincorporar às preocupações energéticas na última década, como forma de contribuição no atendimento às metas estabelecidas no Protocolo de Kyoto. Nesse momento surgem as primeiras iniciativas no âmbito da economia e uso racional de energia elétrica, política que atingiu em cheio as edificações.
Desenvolvimento
Faremos uma conscientização para o respeito e cuidado com o Ecossistema paramelhorar da qualidade de vida, observamos e analisamos fatos situações do ponto de vista ambiental, de modo crítico, reconhecendo a necessidade e as oportunidades de atuar de modo reativo e prepositivo para garantir um Meio Ambiente saudável e a boa qualidade de vida, nós seres humanos temos a necessidade de dominar alguns procedimentos de conservação e manejo dos recursos naturais com os quais nosinteragimos.
Enfim sabemos que o equilíbrio do ambiente é fundamental para a sustentação da vida em nosso planeta.

Sustentabilidade e sua aplicação no planejamento ambiental.
O desenvolvimento sustentável não se refere especificamente a um problema limitado de adequações ecológicas de um processo social, mas a uma estratégia ou modelo múltiplo para a sociedade, que deve levar em contatanto uma viabilidade econômica ecológica. Num sentido abrangente a noção de desenvolvimento sustentável à necessária redefinição das relações sociedade humana –natureza, e portanto a uma mudança substancial do próprio processo civilizatório. Isto se integra plenamente dentro das cinco dimensões enunciadas por Sachs (1993) e introduz o desafio de pensar a passagem do conceito para a ação. Numareflexão nessa direção, é preciso perceber a existência de um conjunto de restrições tecnológicas, culturais, econômicas e sócioambientais , das quais efetivamente dependem as possibilidades reais de aplicação prática destas premissas. A falta de especificidade e as pretensões totalizadoras tem tornado o conceito de desenvolvimento sustentável , difícil de ser classificado em modelos concretos eoperacionais e analiticamente precisos. Porisso, ainda é possivel afirmar que não se constitui num paradigma no sentido clássico do conceito, mas uma orientação ou um enfoque, ou ainda uma perspectiva que abrange princípios normativos.
O que se observa é que o desequilíbrio acelerado na apropriação e uso dos recursos e do capital ecológico, que sistemáticamente favorece o centro dominantedo sistema econômico, tem a força potencial de concentrar os problemas do meio ambiente e do desenvolvimento. A estrutura desigual no acesso e distribuição dos recursos do planeta e a influência que exercem as disparidades dos poderes econômicos e políticos, agudizam de forma desproporcional as desigualdades sociais e internacionais e os desajustes ambientais , na medida em que o sistemaeconômico mundial se aproxima dos limites ecológicos do ecossistema global.
Assim , a idéia de sustentabilidade implica na prevalência da premissa de que é preciso definir uma limitação definida nas possibilidades de crescimento e um conjunto de iniciativas que levem em conta a existência de interlocutores e participantes sociais relevantes e ativos através de práticas educativas e de um processo dediálogo informado, o que reforça um sentimento de co-responsabilização e de constituição de valores éticos. Isto também implica em que uma política de desenvolvimento na direção de uma sociedade sustentável não pode ignorar nem as dimensões culturais, nem as relações de poder existentes e muito menos o reconhecimento das limitações ecológicas, sob pena de apenas manter um padrão predatório de...
tracking img